top of page

BECO DOS POETAS Nº 23 — 07/07/2022

Poderosos poetas e poetisas, palavras que marcam, que emocionam, que não se calam… e fazem-nos sorrir!

Leia, Reflita, Comente!


Luiz Primati





PRESSA PARA AMAR


por Alessandra Valle

Lembra do dia em que tomamos

Um café

Um vinho

Uma água para acabar com a sede?


Recorda dos risos por causa

Daquela piada

Da gafe que cometi

Da nossa foto que viralizou em meme?


Memorizou todos os nossos encontros

No cinema

Na pracinha

Dentro do carro?


É capaz de repassar

Nossos desabafos

As alegrias compartilhadas

As incompatibilidades e incoerências?


Perdão por toda essa pressa,

Sei que não pode recordar,

Acabamos de nos conhecer

E ainda temos muito tempo para viver.




SEGREDOS DE AMOR


por Wanda Rop

Contemplo seus olhos lindos

O meu corpo estremece

Minha mente se alucina

Seu cheiro me apetece


Será realidade um dia

Ao meu lado me amando

A concretizar meus sonhos

Minha vida completando


Sentimento sigiloso

Desejo que não se realiza

Você é tudo que almejo

Para ser feliz nesta vida


Ansiando seu amor

A felicidade está aqui

Delirando por você

Um dia o segredo terá fim




O POETA TECELÃ


por Stella Gaspar

O poeta tecelã

Tece amor

Tece paz

Tece vestimentas

Para os amantes despidos.


O poeta tem fome e sede

De muito gosto de amor

Um amor virtuoso

Como as pérolas e seu valor.


O coração do poeta

Aguarda dia a dia

Um ninho de alegrias

Em meio a uma plantação de vinha

Seu sol lá está

Sempre iluminando

A terra de seu amor.


Abraços mútuos

Em peles macias

Beijos correspondidos

O poeta cuida de sua tecelagem de amor.


Em pedacinhos de retalhos

O poeta tece seus jeitinhos preferidos

De amar plenamente

Tudo que era pedaço

Transforma-se em tapeçaria de cores

Adornando a sua linda história de amor.




UMA CANÇÃO DE AMOR


por Simone Gonçalves

Eu queria escrever uma canção de amor

Que falasse das flores

Do céu

E das estrelas...

Uma canção que falasse da saudade

Que sinto de você

E da louca vontade de estar com você.

Uma canção onde colocaria tudo o que sinto,

O que desejo…

Nos acordes suaves de um violão

Ou na ousadia de um belo piano,

Onde mergulharia nas notas todo o encanto

Que do teu olhar brota ao avistar-me...

Uma canção de amor só nossa

Unicamente escrita para contar a nossa história.


Eu queria tudo na canção

Que fala de você, de nós...

Mas apenas uma coisa consigo

Escrever nesta simples folha de caderno

E que fala por mim, neste momento

Consigo apenas dizer: "Eu Te Amo"!




SAMBA, ALEGRIA BRASILEIRA


por Sidnei Capella

Dançaremos o samba O samba sei dançar Encostou lascou o beijo Vem morena, vem sambar. Escutei aquele enredo Na batida do surdão Garota linda do molejo Está mulata é mulherão. Não vou em bora não! O samba está maneiro A loira desfilando Na batida do pandeiro. No samba eu que fico. Ari gatou aos orientais Ela tem samba no pé. A japonesa é demais! Olha quem chegou! No grito do ritmista Que “show” na avenida A ruivinha é passista.

Estou me divertindo No toque do agogô. Que coisa! Mais linda. A dancinha do avô. Estou bem animado Junto da minha amada Bateremos muitas palmas Para ala da molecada. Que loucura na batucada O esquisito bem maneiro Ele pula sem parar! O meu amigo estrangeiro. Olha só! O gago canta? Ele canta sem parar! Ele vai bem no ritmo. Do pa pa pi pa pa pa pa.

Que povo sensacional Cada um dá sua maneira. Que gingado especial! Da minha gente brasileira.




DESPIDA


por Miguela Rabelo

Com certa dificuldade,

No espelho

Me encaro. 

Meus olhos fundos

E sulcos na minha pele

Denunciam

As marcas que o tempo 

Gravou em mim. 


Meus cabelos já ralos

E arrebentados gritam 

Que não sou mais eu. 


E toda aquela vaidade,

Que era motivação de ostentação

E inveja,

Hoje escorre pelo ralo

Sendo motivo de pena.


Então, 

Com uma voz muda

Que ecoa na minha mente,

Um lampejo de recomeço 

Se anuncia...


E assim saio à rua decidida,

Pisando firme.

Certa da escolha assumida

Então sento na cadeira e peço:

Raspa no zero. 


Ninguém entende, 

Mas eu insisto. 

E assim os cachos, 

Repletos de segredos 

E sonhos,

Se esparramam pelo chão

Enquanto algumas lágrimas brotam

Também no meu coração. 


Então, despida de qualquer vaidade,

Me encaro novamente,

Não como a incapaz...

Mas sim como aquela sobrevivente

Que só quer ficar em paz.




VIDAS ENTRELAÇADAS


por Lucélia Santos
IG: @poetisafalandodeamor e por Simone Gonçalves

Eu me via perdida

Sem direção, sem destino

E ao me encontrar no teu mundo

Me sinto completamente apaixonada


Sei como me orientar

Como uma estrela você me ilumina

Em sonhos não me perco mais

Agora é impossível não te amar


És real e presente em minha vida

Chegou preenchendo os espaços vazios

Completando o que me faltava

Agora não há vidas divididas


Ao caminharmos de mãos dadas

Sinto tua mão na minha

Em teu dedo uma aliança

Amor e vida entrelaçada.



EXPECTATIVA


por Júlio César Barbosa

A manhã nasceu morta.

O dia frio,

A água turva,

O vento nem sopra.

Tudo está imóvel e deserto.

O ar pesado,

E a vida lenta

Aos homens, a compaixão.

Renasceremos de novo,

Na expectativa que seja melhor.




LEMBRANÇAS


por Regina Prado

Fatos, episódios, acontecimentos

Repletos de agradáveis sentimentos

Mas como as rosas e seus espinhos

Além do perfume belo,

Há pontiagudas protuberâncias

Que machucam na recordação

Cansei de ficar vivendo de recordações

Deixei as saudades inclusive de malas prontas

Para seguir seu caminho

Esses espinhos que embargam meu viver

Mostram ser necessário sobreviver




NOSSOS COLUNISTAS


Da esquerda para a direita: Sidnei Capella, Stella Gaspar e Wanda Rop. Depois Alessandra Valle, Miguela Rabelo e Simone Gonçalves. Por último Júlio César Barbosa, Lucélia Santos e Regina Prado.

32 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo

2 comentarios


sidneicapella
sidneicapella
10 jul 2022

Este caderno tem luz!

Parabéns poetas e poetisas!

Me gusta

Stella Gaspar
Stella Gaspar
07 jul 2022

Como não se encantar? A cada leitura, em todos os detalhes fui me sentindo habitante, desta forma de beleza em viver poeticamente. Amei, todos, da saudade aos espinhos, dos entrelaçamentos ao samba brasileiro! 🤗🤗

Me gusta
bottom of page