top of page

BECO DOS POETAS Nº 18 — 02/06/2022

Atualizado: 8 de jun. de 2022

Poderosos poetas e poetisas, palavras que marcam, que emocionam, que não se calam... e nos fazem sorrir!


Hoje apresento um poema que fiz para minha mãe. Faz algumas semanas que penso nele e rabisco um pouco aqui, mais um bocado ali. Foi um processo criativo doloroso e só quem já perdeu uma mãe amorosa sabe do que falo. Ficou triste. No entanto, como diz minha amiga Stella: "Poesia nem sempre tem que ser alegre".

Leia, Reflita, Comente!


Luiz Primati



TODA A DOR PASSARÁ, NADA DURA PARA SEMPRE


por Luiz Primati


Quando eu era apenas

Um garotinho amedrontado

E a dor era sem fim,

Você me consolava.

E dizia:

Toda a dor passará,

Nada dura para sempre,

Verá amanhã ao acordar.


Quando cresci

E veio a primeira

Decepção amorosa,

Novamente você estava lá.


E repetiu:

Toda a dor passará,

Nada dura para sempre,

Encontrará outro alguém.

Quando me tornei homem,

Tendo a primeira filha, e,

Assustado com o futuro incerto,

Você olhou-me nos olhos.


E disse:

Toda a dor passará,

Nada dura para sempre,

Vencerá as agruras do tempo.

Quando veio o câncer,

E a quimioterapia

Atingiu-te forte,

Retribui-te a frase.


E disse:

Toda a dor passará,

Nada dura para sempre

Vencerás o mal.


Quando foi a vez

Da minha quimioterapia

Lembrei de suas palavras

E segui confiante.


Disse a mim mesmo:

Toda dor passará,

Nada dura para sempre

Um novo dia chegará.


Para mim tudo passou,

Sem os cabelos, mas, vivo.

Entretanto, você partiu,

Numa manhã de um janeiro terrível.


E sempre repito:

Toda a dor passará,

Nada dura para sempre.

Por que não funcionou para você?




FLOR DE CACTO


por Wanda Rop


Revelo-me, deslumbrante, em poesias

Incólume às ardilosas ciladas da vida

Impetuosa, visionária e amante das artes

Exalto o amor e luto por minhas conquistas


Independente e caleidoscópica, sou mulher

Decidida, poderosa e iluminada por Deus

Percorrendo o caminho com a pureza da alma

Já vivi sonhos, amores e até um adeus


Infeliz é o ser que não ama

A minha vida é labuta, amor e arte

Sou a bela Flor de Cacto no jardim

Majestosa, respirando a liberdade


Se desejar ser feliz ao meu lado

Deixa-me livre como a brisa

Aprisiona-me e serei tempestade

Incapaz de amar você nesta vida


Amo-me intensamente, sou pluma esvoaçante

E só assim conseguirei te amar

Posso ser meiga, adorável e apaixonante

Ou posso ser o seu jogo de azar




FLOR DE LÓTUS


por Stella Gaspar


Na poesia para um amor distante, a encontrei.

E na fidelidade de um amor profundo

Vejo-te próximo a mim

No silêncio de meu coração

Com sensações de intensidades

Aumentando a minha saudade.


Uma flor de Lótus

É um conforto para um coração de sonhos

Oh, trago-te comigo em noites eternas.

Entras em meu corpo e a minha vida

Vira um mar de Lótus.


Luz, vida e alma.

Paixão que arde

E amor que me cura

Em perfumes de emoções.


Com o frescor de uma noite

O amor noturno

Espera o amanhecer

Com a flor de Lótus

Acordando os nossos desejos.


Intimo amor

A minha vida de agora

Está como um vasto horizonte

Cheia de esperanças.


Ah, amanhã...

Receber-te-ei com grande ternura

Em momentos de grandes histórias

Como nossa flor de Lótus

Que nos deixa em mundos dourados.

Escrevendo e não nos esquecendo.




FLOR DE SAL


por Marcelo Girard


Somos como duas mãos

Guardando confetes,

Esperando o carnaval.

Uma taça dentro da outra, frágeis.

Transparentes como saliva na boca.

Estamos ilhados em nós,

Procurando a luz como girassóis.

Duas estrelas em rota de colisão.

Não sabemos o segredo da mágica.

Somos Lua cheia no verão,

Abelha e planta autofágica.

Fizemos trilhas erradas,

Choramos vermelho,

Seguimos as bússolas imantadas.

Nos transformamos como cacau:

Do amargo ao doce.

E hoje somos raros...

Como Flor de Sal.




EMOCIONAL


por Paulo de Brito


Escrevo para pessoas que não sabem que minhas palavras são para elas.

É horrível sentir saudades de pessoas que estão perto de nós.

É horrível, porém, saber que estão emocionalmente distantes.

‪A falta de interesse é sempre clara.

Nós que fingimos não enxergar. ‬

Quantas desculpas mais você precisa dar, pra ter alguém assim ao seu lado?

Escrevo pra desabafar sobre os sentimentos que percebo.

Escrevo pra dar voz ao que penso.

Às vezes está tudo mais ou menos.

Algumas vezes para mais, outras vezes para menos.

Ria, e o mundo ri com você.

Chore, e irá chorar sozinho.

Parei de lutar...

Aceitei que ser feliz não tem nada a ver com se sentir bem o tempo todo.

Mas, o problema é que uma lágrima puxa a outra.




CAMINHADA DA FÉ


por Sidnei Capella


Na tristeza, busco alegria

Não faltará toda dedicação

Seguirei a linda estrela guia

Vou com fé e na motivação.


O caminho é de espinho

A largada não é impossível

Sou Livre como passarinho

Na chegada sou invencível.


Não importa a tempestade

Vou se jogar e enfrentarei

Certeza que sobreviverei.


Se eu encontrar maldade

Se precisar, respondo não

Com muito amor no coração.




EMBRUJO Y DOLOR


por Breidy Lara Abreu


Mezcla de sexo, pasión y brujería

la más cruel y despiadada combinación

de la que un alma malvada, se valdría

para someter al tormento, a un corazón

con el fin de destruirle, sin compasión la vida

triste viacrucis, con rumbo a la perdición

una receta, malsanamente concebida

es el elixir de la decepción y el dolor.


La misma película, tantas veces exhibida

la inaprendidad y repetitiva lección

es la misma piedra en el camino conseguida

con la que mi pie, tantas veces tropezó

es la más tonta y miserable mentira

que me haya dicho, mi terco corazón

¡Tranquilo que yo sé, como jugar esta partida!

y al final de cuentas, resulté siendo el perdedor.


Botellas de lujuria, en copa de olvido servidas

noches de engaño, locura y perversión

experiencias vanas, dolorosas sentidas

oídos sordos, que el buen consejo no oyó

y después de quedarme con las manos vacías

al lado del camino, simplemente me dejó

pero les juro que esta noche, en esta cantina

romperé el hechizo; y todo ese embrujo de dolor.




DESCONHECIDA


por Miguela Rabelo


E depois de tantas

Briga...

Es que me deparo

Com uma beleza

Inesperada...


Comparo-me

Com outras

De mim

De outrora

E não me reconheço

Nela...

Então,

sinto mais eu,

Mais bela no espelho

do que a moça

No retrato.


Mesmo repleta

De cicatrizes,

Manchas,

Sombras

E feridas ainda

Entreabertas...

Senti-me bela,

E nela ele se

Encontrou...

E se reconectou

Em processo

a caminhar...


É mesmo que o tempo

Lhe furte

O frescor da jovialidade...

Ela ainda sim

se sentirá Bela,

Pois, dentro dela

A beleza

Se faz morada

Quem sabe

Eterna...




ADAGA QUE AFAGA


por Rick Soares


Escrevo.

E o que me é bálsamo, ora adaga!

Do que vivo, do que penso,

Do que me traga!

Como em goles, fico ébrio

Ora, afaga!




BORBOLETAS NO ESTÔMAGO


por Regina Prado


Jamais ficar por ficar

Muito menos beijar por beijar

Prefiro o amor da flecha de um cupido atrevido!

Onde estão as cartas de amor

Ou até mesmo os bilhetes na carteira da escola

Que deixava o coração a pulsar a toda hora?

Líquido demais esse "amor" de agora, sem compromisso

Volátil, breve e que não finca raízes...

Tão bom um suspiro recíproco!


Melhor é ainda sentir borboletas no estômago!




A LUA


por Júlio César Barbosa


E a lua sempre lá,

Impávida.

A nos assistir,

talvez a velar por nós.

Dizem que regula as marés

E somos nos desregulados pelo seu luar.

E a lua está lá,

Incólume.

Atiça os poetas,

Deixa os caminhos do amor mais belos, porque rouba do sol amarelo todo seu clarear.

E a lua sempre... a rodar

De dia pura transparência

Na noite nos traz a ardência do verbo transitivo, que lento vou conjugar, mil vezes: amar.

Sob a lua nos escondemos, na alcova ou no bar

O prata cobrirá o pranto de quem da lua desdenhar... e a lua sempre lá.




NOITES INSONES


por Wanda Rop e Lucélia Santos


Seu olhar dominou o meu ser

Aprisionando meu coração

Sentimentos ardentes

Desejos inconsequentes


Num turbilhão de emoções a delirar

Minh ‘alma repleta de ternura

Noites insones a te desejar

Seu amor é pura doçura


Como flechadas em meu peito

Invadiu minha vida por completo

Desejava ter seu amor ao vê-lo

Como água em um deserto


Se com seus beijos sonhar

E ver o dia amanhecer

Por longas horas irei lembrar

E ansiar pelo sonho acontecer


Pois, aqui dentro tu moras

És a escolha para minha vida

Vem e não te demoras

E enxuga minhas lágrimas sofridas.




LAÇOS


por Alessandra Valle


Já fez um laço

sem dar nó antes?

Fica frouxo,

logo se solta.


Comparando,

assim podem ser

as nossas relações.


A amizade que inicia

sem intimidade,

fica frouxa,

logo, perde-se o contato.


O relacionamento

sem uma escuta afetuosa

fica frio, logo,

a chama da paixão se apaga.


O trabalho sem comprometimento,

transforma-se em fatigante obrigação,

logo, está fadado

à demissão.


O autoamor

sem constância nos cuidados,

resultará em doença.


A fé sem raciocínio

torna-se fanatismo e

cada vez mais o ser

se distancia da divindade.


Portanto, aperte bem os nós

antes de dar os laços

do seu amor.




NOSSOS COLUNISTAS


Da esquerda para a direita: Sidnei Capella, Paulo de Brito e Stella Gaspar. Depois Rick Soares, Júlio Barbosa e Regina Prado. Depois Alessandra Valle, Marcelo Girard e Breidy Lara Abreu. Depois Lucélia Santos, Luiz Primati, Wanda Rop e Miguela rabelo.

63 visualizações6 comentários

Posts recentes

Ver tudo

6 Comments


sidneicapella
sidneicapella
Jun 02, 2022

Não canso de dizer, que, este caderno é mágico!

Parabéns a todos envolvidos!

Like

Luiz Primati
Luiz Primati
Jun 02, 2022

Hoje tivemos 3 poemas sobre flor. Parece que foi combinado, mas, foi coincidência mesmo. rsss.

Like
Replying to

Olá, eu adorei todos!

Sinto muita felicidade em apreciar tantos poemas lindos! Obrigada!

Like

Stella Gaspar
Stella Gaspar
Jun 02, 2022

"Toda dor passará". Mas nunca passará o amor eterno Luiz. Você deixou aqui um belíssimo poema.😍

Wanda, forte e determinada é a Flor de cactos. Cuidadosa com as invasões e como as rosas de tão belas têm suas defesas nos espinhos. Amei...sou fã dos cactos.🌵

Fantástico teu poema Marcelo. Uma poética linda. A Flor de Sal tem também um gosto de chocolate meio amargo e eu adoro! 🍫

Solidão...dói mesmo Paulo! 😌

Laços , eu amo todos. Eles nos aproxima, nos deixam aconchegados. Adorei poetisa, você coloca razão e sensibilidades em seus versos. 💖

Lucélia e Wanda, Parabéns pela bela poética parceria! 👩‍❤️‍👩

Júlio César, a lua é realmente a Deusa de todos os dias.💫

Concordo contigo querida Regina! 🌹

Like
Replying to

Stella Gaspar, olá!

Muito obrigada! Seu comentário me deixou muito emocionada, fico muito feliz! Desejos muitas felicidades em sua vida"

Like
bottom of page