top of page

REFLEXÕES Nº 2 — 09/01/2022

Atualizado: 15 de jan. de 2022

Mais uma edição no ar! Hoje vamos falar de filmes, de celebridades, espiritualidade e muita poesia. Deixe seu comentário ao ler nossos colunistas.




PÁGINA VIRADA


por Regina Prado


Talvez não tenha palavras

Nem ao menos atitude,

Algo cala internamente

Quando se busca plenitude.


Porém, sem que se perceba

Aflora do nada, sem rebuscar,

No peito internalizado, perene

Invadindo lentamente meu pensar.


Então, gentil e delicadamente,

Procuro me atentar a esse fato,

Percebo, recebo e me despeço.

Obrigada! Gratidão meu Passado.



NÃO OLHE PARA CIMA


por Arléte Creazzo


O título do texto não é mera coincidência em relação ao filme que está passando na Netflix.

Mas isto não será uma crítica cinematográfica.


A ideia aqui é sobre o fato das pessoas terem opiniões completamente opostas sobre um mesmo assunto.


Vi várias críticas positivas e negativas sobre este filme. As positivas diziam valer assistir, já que é um filme crítico sobre o tempo que vivemos. As negativas diziam, muitas vezes, simplesmente: perdi duas horas da minha vida assistindo a este filme.


Como muitos outros filmes que assisti, embora as críticas fossem totalmente contra, resolvi assistir a este.


Filmes como "A vila", "As aventuras de PI", "Quem quer ser um milionário", também causaram grandes controvérsias sobre gostar ou não.


E isso me fez pensar sobre tomarmos o rumo de nossas vidas baseados na opinião dos outros.


Se eu tivesse ouvido as opiniões negativas sobre filmes que assisti e gostei, não teria chegado às minhas próprias conclusões.


Assim funciona também a vida.


Quando resolvemos fazer algo que queremos muito, mas passamos a dar ouvidos às opiniões contrárias, podemos deixar de aproveitar o que poderia ser algo maravilhoso para nós.


Temos sempre medo de questionar a opinião alheia, receosos de que estejam certos, e quando fazemos isto, passamos a estar errados.


Errados por não tentarmos fazer o que realmente queremos.


Então, não olhe apenas para cima; olhe para todos os lados e tire suas próprias conclusões sobre qual o melhor caminho a seguir.


Afinal, se não tentarmos, a única resposta que nos restará será o não.




METÁFORAS


por Laíse Leão


Profunda como o universo e o oceano

A lâmina que corta o véu da inocência

Como um quadro ou foto

Paralisada num momento.

Em seus olhos consigo ver a aflição,

Em suas mãos vejo o suor.

Há quem sempre nos diz:

Prepare-se para o pior.


Seu rosto não esconde tal fúria.

Quanto ódio, quanta amargura.

Tens passado por muito,

E o muito por si só é pouco.


Com tamanha insanidade,

O mais são e sábio,

Burlando as leis da sociedade,

É pensador

É ideia

É matéria

É ela que emana

É ela a própria vida.




SANGUE E ESPERMA


por Luiz Primati


Se eu dissesse que nada mais me choca nesse mundo, estaria mentindo. Até admito que não esperava por essa informação e fui surpreendido e de uma maneira estarrecedora.


Estava zapeando os canais da TV quando me deparei com um programa que mostra 10 coisas que as pessoas não sabem sobre alguém famoso. Nesse caso era sobre a Lady Gaga.


Entre as curiosidades apresentadas, uma delas mostrava que ela fazia strip-tease em bares quando tinha seus 18 anos. Até Madonna já passou por dificuldades na vida, mas não acredito que esse tipo de atitude sirva de justificativa.


Chegando ao que realmente interessa, o que me chocou foi o perfume que ela lançou em 2012 e que se chama "Fame". Em uma semana de lançamento o perfume vendeu 6 milhões de frascos ao preço de US$ 100. É considerado o quarto perfume de celebridade mais caro do planeta e fãs enlouquecidos pagariam muito mais para ter um pouquinho de sua musa inspiradora.


Pesquisando sobre o "Fame", encontramos:


A fragrância da entertainer, a única que levava seu nome até então, é habilidosa, assim como a criadora. O spray de líquido preto seca e fica transparente na pele. O cheiro pode ser descrito como acetinado com tons de mel, damasco, e florais. Por volta de setenta a cem dólares, você pode se ensopar em um líquido que de preto vira transparente.

Lindo o marketing, não é mesmo? No entanto, não acredite em tudo que lê, pois, nós escritores, utilizamos a técnica de copywriting para capturar a sua confiança e convencê-los a comprar algo.


O perfume foi uma ideia de Gaga e participou diretamente de sua concepção. E para que seus fãs tivessem um pouco de sua essência, cedeu uma amostra de seu sangue para compor o seu perfume e, pasmem, sêmen humano. Acreditem! É essa a composição do perfume de Gaga: Sangue e Sêmen. O sangue sabemos ser dela, e o sêmen?


Sou avesso a muitos perfumes e esse é um que não vou querer experimentar.


Na minha opinião, Lady Gaga tem seus méritos por alguns trabalhos que fez. É uma artista completa, para muitos. Mas eu não sou "muitos", sou único e me recuso a aceitar que uma artista com essa influência possa fazer as pessoas se banharem com essência de sangue e esperma.


Não sou puritano. Apenas não sigo a manada.




A BENEVOLÊNCIA


por Alessandra Valle


Ainda no caminho para me tornar uma pessoa melhor, busco os exemplos de Jesus para me guiar por entre pedras, espinhos e agruras desta vida.


Nunca disse que seria fácil, e não será. É desafiador ser do bem, até porque não é tarefa individual.


Seu campo de trabalho pela evolução moral é repleto de seres com os quais, precisa lidar, dos mais variados níveis evolutivos. E, nesse troca-troca de experiências vamos tendo que ter paciência, amorosidade e respeito às diferenças.


Nesse sentido, Jesus foi um Ser benevolente.


É preciso compreender o sentido desta virtude tão desperta no Mestre.


A benevolência consiste em demonstrar afeto, estima, bondade em relação as outras pessoas, revelando altruísmo e empatia.


Jesus e seus discípulos foram até a uma cidade de Samaria chamada Sicar e enquanto os discípulos foram comprar alimentos, Jesus foi até o poço de Jacó. Estava muito sol. Jesus se sentou à beira do poço e veio uma mulher samaritana para tirar água.


Jesus pede água a ela para beber e ela se espanta, pois, um judeu estava falando com um samaritano, ainda mais sendo ela mulher.


Os povos naquela época tinham rixas e disputas por território, por crenças e preconceitos com as mulheres. Mas Jesus diz a mulher samaritana que se ela conhecesse o dom de Deus e quem estava lhe pedindo água, ela mesma pediria a Jesus água para beber e Este seria capaz de lhe dar a água VIVA.


A samaritana se espantou, pois, que Jesus não tinha nenhum balde nas mãos, como Ele faria para tirar água daquele poço tão fundo?


Jesus disse-lhe que quem bebesse desta água VIVA jamais teria sede porque esta água seria uma fonte inesgotável para a vida eterna.


E a mulher samaritana vai chamar outras pessoas para estar com Jesus e Dele beber da água VIVA do conhecimento das Leis Morais.


Eu me questionei diante da atitude benevolente de Jesus, ao se aproximar da minoria, buscando a igualdade de gênero, de raça.


Sua crença é para todos, Sua luz ilumina a consciência de toda humanidade.


Os questionamentos e reflexões a que me faço são: trato a todos com respeito? Julgo-me melhor do que alguém, por quê? Busco ter uma fala mais amorosa, um comportamento mais compreensivo comigo mesma e para com os outros? Faço distinções entre os seres ou busco ser mais empática?


Novamente, não cobro de meus leitores quaisquer respostas aos questionamentos, sendo de foro íntimo e podem se modificar ao longo das experiências que a vida nos proporciona.


Estamos na jornada do autoconhecimento com Jesus à luz da Doutrina Espírita, na busca por ser melhor a cada dia.


Para o momento, basta a autorreflexão que nos impulsiona ao caminho do bem.


Na semana que vem, vamos aprender com Jesus o valor do perdão.


Fontes de consulta:

Boa nova – Chico Xavier, pelo espírito de Humberto de Campos.

O Evangelho segundo o Espiritismo – Cap XVII, Sede perfeitos.

Evangelho de João 4, 4 – 26.



ERA COMO ERA PRA SER


por Rick Soares


Era como se ela me observasse debruçada da janela.

E eu sentado na calçada

Suas nuanças admirava.


Era como se ela soubesse

Que eu a admirava

Que alcançá-la era esperança

Que com paixão a cobiçava


Era como se me tocasse

Em noites frias a minha face

Em noites mornas minhas lembranças

Em noites quentes me abraçasse.


Era como se eu quisesse

Que de tudo ela soubesse

Mesmo que não a contasse

O tanto que eu a amava.




QUADRINHOS




NOSSOS COLUNISTAS


Da esquerda para a direita: Arléte Creazzo, Alessandra Valle, Regina Prado, Laíse Leão, Luiz Primati e Rick Soares.

43 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page