top of page

BECO DOS POETAS Nº 17 — 26/05/2022

Poderosos poetas e poetisas, palavras que marcam, que emocionam, que não se calam... e nos fazem sorrir!

Leia, Reflita, Comente!


Luiz Primati



VERSEJANDO COM AS ESTRELAS


por Wanda Rop


Escrever, ser, sentir e viver

As belezas poéticas enaltecer

Nas madrugadas frias e infindas

A poesia se torna uma amiga magnífica


Em longas noites estreladas

Sentimentos transformados em palavras

O querido poeta a versejar sobre o amor

Revelando paixões, saudades e dor


O despertar de inspirações notáveis e mágicas

Em esplendorosas noites enluaradas e envolventes

Suntuoso aflorar de poemas sublimes e comoventes


O poeta é a luz brilhando em meio à escuridão

Poetizando, encantando com belas palavras

A espalhar emoções em letras encantadas




UMA INSPIRAÇÃO


por Stella Gaspar


Parece com a calma De um coração De um amor doce. Com várias interpretações E sonhos intermináveis. Que coisa mais bonita Ah! É como um sonho Acordado, conversando Com as estrelas. Uma inspiração É como um ideal amor Ocupando a nossa mente Com bons pensamentos Em dias de chuva ou de sol.


Inspiração é canção

É um passeio em um jardim

É um entardecer

Depois de um esplêndido dia.


Vida e inspiração

Em luares e murmúrios

Na quietude do imaginário.


Bem, qual o segredo de uma inspiração?

Não há hora e nem certezas

Todas as inspirações são estimulantes

Extasiadas de cores

Que nossos olhares na arte de poetizar

Encontram nessa sensação mágica

Podendo ser uma inspiração

De amor-perfeito.




ESTORE


por Marcelo Girard


A riqueza da morte

Nunca foi achada;

Se enterrou na vida;

Por isso ninguém acha nada.

Quando não mais puder vivenciar

As mortes em vida,

Regue as velas,

Incendeie as flores.

Ao testar essa loucura

Verás, quem se sente irrealizável

Se mata pela cura.

Para se chegar à vida eterna,

Não é preciso morrer;

É só abraçar com a perna

O que não pode correr.




LUA E DANÇA


por Sidnei Capella


Lua amiga, lua amiga

Com seu luar aconchegante

Ilumina a minha noite

Apazígua o meu semblante.


A festa está boa

Dançarei a noite inteira

Traz-me mais uma dose

A balada está maneira.


Lua amiga, lua amiga

Adoro esta canção

Escuto a linda música

No solo do violão.


Vou no samba, no molejo

Na batida da melodia

Dançando a noite inteira

Até o raiar do dia.


Lua amiga, lua amiga

Hoje quero extravasar

Chega aqui minha morena

Puxar-te-ei para dançar.


Brinco e pulo, me divirto

No compasso e na sintonia

De leve e do meu jeito

No passinho é mania.


Lua amiga, lua amiga

Estou bem maneiro

Vou ao miudinho

Só no toque do pandeiro.


Puxo aqui, te jogo lá

Está mulher é um avião

A minha noite está linda

Ela mexeu com meu coração.


Lua amiga, lua amiga

Cheguei devagarinho

De leve no meu ritmo

Vou ao som do cavaquinho.


Sob a lua, o baile acabou

Está morena é muito louca

Ela se despediu

Dando um beijo na minha boca.




UM BEM-QUERER ASSIM...


por José Juca


De tudo, a minha atenção ainda existe!

Por seu olhar em puro mistério,

De sorriso fácil visto, ao que me realizo,

Ao seu amor, nada sei… Creio, nada terei…

A vida mostra que tudo passa.

E passa, e fica, perpassa e totaliza…

Força que personifica em concreto angelical,

sublima como o calor sóbrio seguro,

Como cheiro sonhado, não marcado,

De encanto contínuo latente e fluente,

Que evoca, na memória, finos traços,

De corpo emoldurado em era clássica,

Doce e suave pele límpida e tênue,

De lábios aveludados serenos,

De voz melodiosa que destila rosas e pérolas,

Na brisa que acomete corpo ardente,

A emoção ainda onde maestro rege,

É canção do coração,

É um caminhar de luz,

Que a vida harmoniza e vai, segue, não cai…

De primordial amor a mim…

De tudo…

Um bem-querer assim…




PEDIDO


por Rick Soares


Deitada em meus braços,

lhe sorria aos olhos puxadinhos.

Um risco de luz no céu...

— Olha só! Faz um pedido!

E me concedeu o que poderia ter para si.

Fui egoísta e pedi:

— Que caiam todas as estrelas

se cada uma delas fizerem teus olhos brilharem assim!




TRANSBORDAR


por Regina Prado


Transcende puro sentimento

Revoluciona qualquer atitude

Aniquila expectativas falsas

Nuances tênues do viver.

Sobremaneira intenso, suave

Buscando almas tocar

Origina no Intrínseco coração

Raio de Luz, Energia, Vida!

Dádiva do poeta que seduz

Arrebata com letras sutis

Redime seu sonhar sem tabus!




SOLIDÃO


por Júlio César Barbosa


Suspiros, silêncios e a sanidade se vai...

O dia está indeciso: nem frio, nem calor.

Esfrego-me nas horas e na cama, de um lado para o outro.

Agarro o travesseiro.

Levanto-me.

A janela fechada, o vento forte,

as árvores do quintal vizinho se contorcem...

Eu remoo medos, angústias e sonhos;

tudo está por vir,

eu ainda por ir.

A cidade é só barulho

Eu, solidão.

Dentro o ar quente me sufoca,

a cabeça pesa, os olhos cerrados me impedem

de ver a ver as verdades que a alma esconde;

sou duplo, sou verso,

sou uma parte de ti.




SOU PASSARINHO


por Lucélia Santos


Pássaros recitam poesia

Do meu quintal consigo observar

Nos encanta sua cantoria

Asas rápidas a voar


Presumo ser poesia de amor

Quando estão a se bicar

E poesia de dor

Quando acabam de se machucar


São versos incessantes

Letras a diversificar

Nem ficam ofegantes

Não consigo imaginar


Às vezes, sou passarinho

Sempre tenho inspiração

Não me canso nem um pouquinho

Desse dom de poetizar, não canso não.





MÃE, NÃO SE ESQUEÇA DE MIM


por Alessandra Valle


Nos primeiros cuidados e no choro desesperado,

Tu estavas comigo.


Me alimentando e enquanto estava engatinhando,

Tu estavas comigo.


Nas doenças de infância e na saúde que irradia,

Tu estás comigo.


Na rebeldia da adolescência e na minha eterna incoerência,

Tu estás comigo.


Na formação durante a faculdade e no campo de trabalho com toda desigualdade,

Tu estás sempre comigo.


Nas bases sólidas de teu ensinamento firmei meu relacionamento,

E tu estás comigo.


Agora, na fase da velhice quero sempre estar contigo mas,

Se partires antes,

Não se esqueça de mim.




NOSSOS COLUNISTAS


Da esquerda para a direita: Sidnei Capella, José Juca e Stella Gaspar. Depois Rick Soares, Júlio Barbosa, Regina Prado. Por último Marcelo Girard, Alessandra Valle, Lucélia Santos e Wanda Rop.

68 visualizações8 comentários

Posts recentes

Ver tudo

8 Comments


Consegui me logar!!!


Like

Olá, amei cada poema! Sensação maravilhosa em poder contemplar textos tão lindos. Parabéns a todos pela sensibilidade e talento.

Like

Stella Gaspar
Stella Gaspar
May 26, 2022

Meus sorrisos estão bordados com cada poema que aqui estão! Tanta beleza que dá gosto ser real!!! ❤️

Like

sidneicapella
sidneicapella
May 26, 2022

Este caderno é mágico!

Parabéns, a todos os colunistas!

Valeu! Valleti Books.

Like

Luiz Primati
Luiz Primati
May 26, 2022

Esse caderno é um dos mais visitados e um dos mais belos. Wanda Rop estreia nesse caderno com suas poesias encantadoras. Alessandra trouxe uma lembrança de sua mãe que emocionou Simone. Todas as poesias são lindas: Regina, Stella, Rick, Sidnei, José Juca, Júlio Barbosa, Marcelo Girard. Sentimos a ausência do Breidy, Paulo Brito, Miguela, Lina e tantos outros. Sei o quanto é corrida a vida de cada um e que na semana seguinte eles estarão por aqui, com certeza. Parabéns a todos mais uma vez.

Like
Replying to

Pura emoção! Encantada com os textos poéticos lindíssimos. Estou grata e feliz em fazer parte da família Valetti Books.

Like
bottom of page