top of page

BECO DOS POETAS Nº 64 — 04/07/2024

Grandes textos, grandes poesias! Leiam, comentem, compartilhem!


Imagem criado com IA Midjourney
 

AUTOR LUIZ PRIMATI


LUIZ PRIMATI é escritor de vários gêneros literários, no entanto, seu primeiro livro foi infantil: "REVOLUÇÃO NA MATA", publicado pela Amazon/2018. Depois escreveu romances, crônicas e contos. Hoje é editor na Valleti Books. Em março lançou seu livro de Prosas Poéticas, "Melancolias Outonais" e o romance de suspense "Peter manda lembranças do paraíso" estará disponível em julho de 2024.

 

A PROFUNDIDADE DE UM SILÊNCIO


O silêncio adentrou a sala como um coro celestial, cada trombeta um chamado à reflexão. Quando a tristeza ou a decepção me envolvem, calo-me, permitindo que o silêncio faça sua morada.


No silêncio, encontro a paz necessária para desvendar os labirintos dos conflitos e as feridas das palavras que trespassaram minha alma. Contudo, na nossa despedida, esse silêncio foi trocado por um dilúvio de lágrimas, soluços e desespero.


Aprendi que o silêncio pode ser mais eloquente do que palavras lançadas ao vento. As ofensas, uma vez proferidas, não podem ser recolhidas, e deixam cicatrizes profundas.


O silêncio, por sua vez, carrega um peso próprio, capaz de ferir, mas prefiro calar-me a proferir palavras das quais possa me arrepender.


Assim, meu amor, quando me calo, minha alma chora em silêncio e medito sobre nós, sobre o nosso amor. No silêncio, aprendo a te amar cada vez mais, mesmo que tuas palavras ainda me atinjam como lâminas afiadas.


 

AUTORA STELLA_GASPAR


STELLA GASPAR é natural de João Pessoa - Paraíba. Pedagoga. Professora adjunta da Universidade Federal da Paraíba do Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia. Mestre em Educação. Doutora em Educação. Pós-doutorado em Educação. Escritora e poetisa. Autora do livro “Um amor em poesias como uma Flor de Lótus”. Autora de livros Técnicos e Didáticos na área das Ciências Humanas. Coautora de várias Antologias. Colunista do Blog da Editora Valleti Books. Colunista da Revista Internacional The Bard. Apaixonada pelas letras e livros encontrou na poesia uma forma de expressar sentimentos. A força do amor e as flores são suas grandes inspirações.

 

AMOR EM MERGULHOS DE INFINITOS ROSAS CHOQUE


Em todos os meus mundos te tenho, com um bonito amor igual às luas dos cintilantes céus. Estamos entregues aos nossos devaneios. Logo cedinho, você me ilumina com anelos de prazeres, tecendo com centelhas as nossas inspirações no âmago de nossas paixões. Te amando, a minha vitalidade para escrever aumenta, estou toda para ti, serena, perfumada para ser o farol dos teus caminhos, desejosa em satisfazer as tuas vontades, meu pleno e abissal amor, como é bom, nos apaixonarmos todos os dias um pelo outro. Teu amor me fascina, teus sorrisos me incendeiam, você é a minha vida, é o meu suave encanto de amor. Não te esqueças de mim, que te amo tanto, amor amorável.


 

AUTORA SIMONE GONÇALVES


SIMONE GONÇALVES, poetisa / escritora. Colaboradora no Blog da @valletibooks e presidente da Revista Cronópolis, sendo uma das organizadoras da Copa de Poesias. Lançou seu primeiro livro nesse ano de 2022: POESIAS AO LUAR - Confissões para a lua.

 

SÓ MAIS UMA VEZ


Como estrela-cadente

Você passou por aqui... no meu céu

Como um raio a fincar

Dentro do peito

Um sentimento profundo

Cheio de mistérios e desejos

Para nunca mais te esquecer...


Mas, como estrela-cadente

Tudo foi muito rápido

Apenas uma noite

O bastante para conhecer e sentir

Toda a magia da paixão

Que trouxeste junto de um beijo

O qual nunca esqueci

Nunca deixei de sentir o gosto

Que ficaste em meus lábios


Quero e preciso

Mais uma vez

Mais uma noite

Feito estrela-cadente

Te ter em meus braços

E ir até o infinito

Por caminhos que me levam

Ao encontro do paraíso

Que só consigo percorrer

Nesse teu corpo, que tanto desejo

Mais uma vez sentir,

O prazer do nosso amor...


 

AUTOR SIDNEI CAPELLA


SIDNEI CAPELLA, natural e residente em São Caetano do Sul — São Paulo. Escreve textos poéticos, contos e mensagens, participou de algumas antologias. Grande parte dos seus textos são publicados na página do Instagram que administra. Utiliza a frase criada por ele: “Inspiração me leva a escrever sobre tudo, a inspiração vem de Deus, escrevo para o meu próximo, de modo a despertar sentimentos e mexer com suas emoções.”

 

FAZER E VIVER


Se for pra falar de amor;

Falo na poesia.

Se for pra falar de perdão;

Falo na poesia.

Se for pra falar do céu azul;

Falo na poesia.

Se for pra falar das estrelas;

Falo na poesia.

Se for pra falar da lua;

Falo na poesia.

Se for pra cantar;

Canto na poesia.

Se for pra falar...

Não basta só falar e escrever...

A intensidade é viver...é fazer...

Viver tudo que fala e escreve.

Hoje eu escolhi viver e ser poesia.

Pois, tudo que procuro fazer;

Está na minha poesia.


 

AUTORA LUCÉLIA SANTOS


LUCÉLIA SANTOS, natural de Itabuna-Bahia, escritora, poetisa, cronista e contista e antologista. Escreve desde os 13 anos. É autora do livro "O Amor vai te abraçar" e coautora em diversas coletâneas poéticas. Seu ponto forte na escrita é falar de amor e escreve poemas e minicontos infantis.

 

FLOR DE LÓTUS


Perfume incomparável

Beleza impressionante

Forte e tão radiante

Mesmo em situação instável


Sua enorme folhagem

Não absorve o que é ruim

Naquele meio mesmo assim

Nos ensina, nesta sua realidade


Nos ensina a buscar o que é belo

A ficar bem em situação terrivel

A imaginar-se num paraíso

E ali construir um castelo


A Flor de Lótus é incomparável

Trás inspiração para poesia

Transmite tranquilidade e alegria

Parecendo estar em um lugar memorável.


 

AUTOR WAGNER PLANAS


WAGNER PLANAS é nascido em 28 de maio de 1972, na Capital Paulista, estado de São Paulo, Membro da A.I.S.L.A — Academia Internacional Sênior de Letras e Artes entre outras academias brasileiras. Membro imortal da ALALS – Academia Letras Arttes Luso-Suiça com sede em Genebra. Eleito Membro Polimata 2023 da Editora Filos; Moção de Aplausos da Câmara Municipal de Mairinque pelo vereador Edicarlos da Padaria. Certificado do presidente da Câmara Municipal do  Oliveira de Azemeis de Portugal. Autor de mais de 120 livros entre diversos temas literários, além de ser participante de 165 Antologias através de seu nome ou de seus heterônimos.

 

FELIZ ANIVERSÁRIO


"Feliz aniversário,

Envelheço na cidade"

Assim diz a canção,

Celebrando mais um ano na idade,

Mais um ano de experiência,

Neste livro chamado questionário,

Mais um ano de vivência,

Mais um ano na Terra,

Nesta atmosfera,

Sendo de Deus o emissário.


A vida é uma linha reta,

Com pulsos de alegria,

O aniversário nos contagia,

A felicidade se desperta,

Reconhecemos os amigos,

Aqueles que nos cercam,

As palavras nos alegram,

Estar cercados pelos queridos.


Mais um ano completamos,

Beijos e carinhos dos amados,

Sejam todos abençoados,

Neste planeta os mais amados,

Nós sentimos revigorados,

E a vida vamos desafiando.


E se a vida é uma Odisseia,

O aniversário é o primeiro ato,

De Deus somos a plateia,

Para cumprir seu mandato,

E neste dia,

Seja a estrela mais brilhante,

De beleza radiante,

Receba a todos com afago,

Mesmo aqueles mais distantes,

Que não podem estar presente,

Mas nunca estarão ausente,

Deste dia encantado.


As lágrimas e o sorriso,

Sao motivo de alegria,

E que neste dia,

A todos contagia,

Amores ao perder o juízo,

Desafie a vida se for preciso,

Neste novo ano que começa,

E não tenha pressa,

Pois o presente da vida,

É para quem cumpre promessa,

E isso não tem quem impeça,

Nessa Ode do seu dia.


Viva o amor,

Viva a alegria,

Como diz a canção,

"Feliz aniversário,

Envelheço na cidade".


Nota : Essa ODE é para todos aqueles que a felicidade está ao alcance de todos, todos os dias, comemorando seus aniversários.

 

 

AUTORA LILA LEITE


ELIANA ROCHA, da cidade de Brumado, interior da Bahia. Licenciada em Letras Vernáculas pela UNEB - Universidade do Estado da Bahia; Pós graduada em Psicopedagogia, pela FACINTER -  Faculdade Internacional de Curitiba. Professora aposentada, atualmente Coordenadora da Escola Particular "O Pequeno Príncipe" - Brumado.

 

MÚSICA, O ELIXIR DA CURA


A música é o elixir das curas

Cura a dor da alma

Da saudade , da paixão

Cura a dor do amor

Alivia o coração


Música é poesia

É alegria e inspiração

Pode cantar o poeta

O pedreiro na construção

Pode cantar o doutor

Por amor ou traição


Não existe música ruim

Existem gostos diferentes

Música pra toda gente, eu vejo

Enquanto um gosta do rock

O outro curte um sertanejo


Há músicas em todos os tons

Notas e melodias

Algumas nos deixam tristes

Outras nos dão alegria

Umas de doer o ouvido

Mas há quem sempre aprecia


O bom mesmo é curtir o que gosta

O rock, o samba ou forró

Música Country, funk e axé

Gospel, ou o que achar melhor

Não importa o gênero musical

Pois o gosto nem sempre é igual

Mas viver sem a música, com certeza , é bem pior.  

 

AUTOR ANDRÉ FERREIRA


ANDRÉ FERREIRA, 46 anos, solteiro, é natural de São Paulo, cidade onde vive até hoje. De religião cristã, André valoriza profundamente os ensinamentos de sua fé. Filho de Elza, uma paulistana determinada, e de Luís, um bon-vivant, André foi criado com amor e sabedoria por sua avó Maria, a melhor das avós. Apaixonado por atividades físicas, André também aprecia uma boa conversa, a leitura de livros enriquecedores, além de se encantar com a arte e a poesia.


 

PELOS OLHOS DE LUANA


Embora já tenha me deparado com ela

e até mesmo já tenha trocado algumas palavras

não havia me dado conta em tal beleza

por dentro daquelas vestes,

mas naquela manhã ensolarada tudo mudou

e o meu coração palpitou,

as minhas pernas bambearam,

fiquei com um suor frio

e febril num segundo,

enfim, o amor bateu em meu peito

e o meu sangue fervilhava em minhas veias

com um fervor,

o quão foi arrebatador

aquele amor que sequer sei explicar,

e naquele instante,

fiquei atônito e hipnotizado

diante da personificação da beleza de Luana,

e a partir daquele instante,

senti Minh’ alma fora de órbita,

meu mundo parou,

e as minhas retinas paralisaram diante dela,

seu olhar, seus passos, seus gestos,

e cada palavra observada

milimetricamente a distância,

sublime,

deslumbrante,

radiante,

fascinante

e com um olhar de menina

e uma volúpia de mulher,

seu riso,

seus lábios escarlates,

suas curvas acentuadas

e com uma discrição ímpar,

esta é Luana com a jovialidade de corpo e de alma,

enfim, naquele momento senti algo

inexplicável pulsar em meu peito,

e fui buscar toda a minha sensibilidade

para sentir aquela atmosfera itinerante

e assim, de longe observá-la

e cheguei à conclusão de que:


Luana é um momento mágico,

Luana é um segredo do qual quero descobrir,

Luana é um perfume que quero embriagar-me,

Luana é vendaval que quero abrandar,

Luana é uma escultura que quero tocar,

Luana é o ápice de um eclipse lunar,

Luana é um sonho do qual não quero acordar,

Luana é a essência do ar,

Luana é o magnetismo das estrelas,

Luana é um poema de amor de Vinícius,

Luana é a poesia profunda de Bandeira,

Luana é o lirismo de Quintana,

Luana é uma canção de amor de Sinatra,

Luana é a minha rosa de Sharon,

Luana é o lírio dos meus olhos,

Luana é uma ternura de menina,

Luana é tão linda quanto um dia de céu azul,

Luana é a revolução dentro da própria revolução,

Luana é o meu desejo,

Luana é a minha insônia,

Luana é a minha sede em dia de sol,

Luana é o meu querer de não querer,

Luana é a paixão fremente que atormenta-me,

Luana é o amor paciente que tanto esperava,

Luana é a menina que paralisa os meus olhos,

Luana é uma mulher de respeito,

Luana é o pecado que não quero cometer,

Luana é moça de família,

Luana é moça de compromisso,

Luana é moça para namorar,

Luana é moça para noivar,

Luana é moça para casar de anel no dedo e tudo,

Luana é a emoção que fez bater o meu coração,

Luana é um delírio insano,

Luana é o devaneio de um romancista,

Linda flor,

flor de magnólia,

digna da nobreza que detém a pureza

e que espalha ternura.


Bela!

Tu és tão bela,

tu és tão linda que preciso

dizer que é o meu bem querer,

um sorriso encantador em um momento único

e solitário diante da cacofonia ambiente

que era gritante naquele instante,

além do sol a pino

e o sobe e desce dos carros,

mas para Luana,

eu era só parte daquele cenário,

um mero figurante,

assim como os carros,

postes e paredes,

ah, minha querida, preciso tanto dizer

que nome lindo tu tens minha Doce Luana,

e assim, diante dela naquele momento

não sei se o que senti

foi um sonho real,

talvez tenha sido a sua timidez morena

que despertou em Minh’ alma

um sentimento tão profundo

que mesmo não sei explicar,

o que sei é que naquele instante

descobri o amor pelos olhos de Luana.


Para os lábios mais lindos que já vi...


 

AUTORA REGINA PRADO

IG: @regina.prado_escritora


Natural de Jundiaí, interior de São Paulo, onde vive até hoje. Despertou o interesse pela escrita desde muito cedo, porém, somente a partir de 1981, quando cursando Secretariado e participando do grupo de teatro TER (Teatro Estudantil Rosa) despertou interesse em escrever de forma mais estruturada, onde muitos dos sentimentos se transformaram em poesias. Atualmente iniciou a escrita de um novo projeto que será lançado em 2022. Mais do que nunca, a sua intenção é tocar fundo os sentimentos dos leitores, causando emoção em cada palavra.

 

TERNOS OLHOS


No seu olhar viajo sem destino,

Me deixo levar sem preocupação,

No seu olhar mergulho sem nenhum temor,

Prendo em ondas minha respiração.


Tantas palavras, minhas amigas confidentes,

Perdem-se entre versos e prosas,

Porém, se paralisam, num instante, num momento,

Nesse olhar que me causa reviravoltas.


Num piscar, vejo-me olho a olho,

Transbordando, afoita, a respiração,

Perco-me facilmente na ternura acolhedora,

Desse lindo olhar repleto de emoção.


Parece cuidar de mim, a cada momento, me traz Paz,

Só ao me olhar, alegro-me com sua doçura,

Juntamente com seu sorriso meio tímido,

Traz-me aconchego, me sinto segura.


Intensamente, percebo seu olhar me acolher,

E assim me desconcerto, sinto o chão faltar,

Talvez acanhado, ainda não perceba,

Ternos olhos, consentirá, um dia, se deixar amar?


 

AUTORA ROBERTA PEREIRA


Roberta M F Pereira nasceu em 1986 e cresceu na cidade de Brumado, interior da Bahia. É Historiadora, Tradutora, Intérprete de Libras, Professora e Poetisa. Desde bem jovem já demonstrava seu amor e dedicação a escrita, especialmente poesias. Tem suas poesias publicadas em diversas coletâneas e no site Recanto das Letras com o pseudônimo, Betina. É autora do livro “Verdades de um Coração Ferido”.

 

ESTOU AMANDO VOCÊ


Perto do meu coração está você amor

Dos meus olhos a distância

Do meu peito a esperança,

De teu olhar uma lembrança...


Antes me achava esperta, até conhecer você...

Pensei que não me apaixonaria, até ouvir sua voz.

Imaginei tantas coisas que ao conhecer você,

percebi que tudo se encaixava no timbre da tua voz.


Ai amor, sinto-me acariciada com teus elogios.

Sinto em minha pele desejos e arrepios...

Pois você de repente invadiu a minha mente

E me seduziu.


Garoto, não acredito em destino.

Mas você atravessou o meu caminho

Justamente quando não esperava

Conhecer alguém como você.


Agora meu coração se apegou ao teu

Os meus braços só querem o teu corpo

Os meus lábios a tua boca

Meu ar os teus pulmões.

 

AUTORA MARINALVA ALMADA


Marinalva Almada é diplomada em Letras Português/Literatura e com uma pós-graduação em Alfabetização e Letramento pelo CESC/UEMA, encontrei no ensino a oportunidade de semear conhecimento e despertar amor pelas palavras. Sou professora nas redes públicas municipal e estadual. Tenho como missão transformar vidas através da educação e da leitura literária. Deleito-me com a boa música, a poesia, a natureza, os livros e as flores, elementos que refletem em mim uma personalidade multifacetada. Escrevo regularmente no Recanto das Letras, participo com frequência de concursos literários, antologias e feiras literárias. Em 2023 realizei o sonho de publicar pela Valleti Books, o livro Versificando a vida, juntamente com as amigas Cláudia Lima e Zélia Oliveira.

 

TUA PRESENÇA


Sinto falto de tua presença

ao levantar.

Sinto a tua ausência

ao deitar.

Sinto falta de você

noite e dia.

A tua presença

é minha alegria.

Você é para mim:

pura poesia.


 

AUTORA ARELY SOARES REIS


ARELY SOARES REIS nasceu em Caxias, Maranhão, e é uma talentosa profissional da língua: professora de Língua Portuguesa e Inglesa, além de suas respectivas literaturas, escritora, revisora textual e tradutora (Inglês - Português). Com um talento para a escrita que emergiu aos 11 anos, Arely recorda: "bastou tocar na caneta e no papel, já nascia ali uma poesia". Autointitulada "Poetisa da Noite", ela revela: "achava que a madrugada fosse feita para dormir, me enganei. Nela escrevo à beira dos meus sonhos, até agarrar no sono". Arely é uma leitora ávida, apaixonada por romances e poesias, e tem uma sede insaciável por novas experiências culturais, seja conhecendo pessoas, lugares, artes ou músicas. Ela se descreve como um ser humano pleno de fé, amor e esperança. Seu trabalho literário inclui participações em diversas antologias e revistas, como "Um Grito A Cor da Pele" (Editora Brunsmarck), "Ser Tons - Tons do Nordeste" (Ed-In Vitro), "Revista Entre Versos" (1ª e 2ª edições, Diego Maltz), "The Bard" (com publicações em mais de quatro edições, J. B Wolf) e a antologia "Coletivo Nua Palavra". Além disso, Arely tem presença ativa em podcasts e canais literários no YouTube.

 

 

VIEX (VELHO)


"Tudo"

Redunda ao velho

A roupa nova

O tempo

A história .

Os momentos

O ninho

Dos pássaros

As asas dos pensamentos.


No caminho

As pegadas,

As ruas

E as badaladas.

A vela der-retida,

O papel amarelado,

O jardim e o gr-amado.

Tudo acorda novo

E dorme velho.

Mas e o amor ...

Que ontem

Criança foi,

E Amadureceu depois?

Que ontem

De rascunho se fez

Uma poesia?

Este fica jovem

Todo dia!

Faz a vida

Rejuvenescer

O coração bater,

Sempre e sempre

Outra vez!


 

AUTOR JOSÉ JUCKA SOULZ


José Juca P Souza, professor, ator, psicopedagogo, analista de sistema, ambos por formação acadêmica… Desde pequeno imbuído nas artes, com o desenho. Como profissional, agente administrativo no Ministério da Agricultura, técnico em edificações na Companhia Energética de Brasília. Assim segue, vendedor de tudo na infância (“triste realidade”), almoxarife, gerente lojista… Em seguida, veio o teatro, com poucas temporadas, lecionou artes na escola pública do DF, estando até hoje, trabalhando com informática, afastado de sala de aula… Embora escreva desde criança, com textos engavetados… Se reconhece poeta em um concurso para novos poetas, em 2019, classificado e publicado em uma determinada editora. Hoje providencia seu primeiro livro.

 

EU TE AMO


Não posso te amar

Sei que te amo

É um tempo a parar

Um momento a filosofar

Um momento a memorizar

Sei que te amo

Não podendo te amar

Tão aqui sempre a me olhar

Tão aqui a não poder estar

Sua pele a mim estar

Seu calor a me caleificar

Seu perfume a me inebriar

Tão próxima a mim

Em distância aqui sempre estar

Sua sublime voz a me tordilhar

A me arrefecer e arrepiar

Meu céu meu mar

Uma insônia é te tocar


 

24 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page