top of page

REFLEXÕES Nº 94 — 10/12/2023


Imagem gerada com IA MidJourney


 

AUTOR AKIRA ORDINE


AKIRA ORDINE é um escritor, poeta e músico carioca. Desde cedo apaixonado pela literatura, utiliza a arte como espaço de luta e refúgio, colocando bastante de si em tudo o que escreve. Tem muitos livros, vários deles, verdadeiros amigos.

 

PRORROGAÇÃO


"No ano que vem as coisas serão diferentes"

"Depois a gente vê"

"Em casa a gente conversa"

"Amanhã será melhor que hoje"

E assim, de tanta prorrogação,

Nunca se acaba o jogo

Nenhum time ganha

Nunca se faz nada

E as pessoas deixam de agir

E aí, você já sabe mesmo sem ver

Que o ano atual é o mais quente da história

Mas só até chegar o próximo

Que a guerra de hoje

Pode se repetir amanhã

E que a vida se lembra

Daqueles que vivem no futuro

E se esquecem do presente

Porque, convenhamos...o passageiro só vira passageiro depois que o trem chega

Se não tiver trem, não tem viagem

Se não tiver jogador, não tem jogo

Se não tiver artista, não tem show

E se não tiver pessoas, não tem mundo


 

AUTORA SIMONE GONÇALVES


Simone Gonçalves, poetisa/escritora. Colaboradora no Blog da @valletibooks e presidente da Revista Cronópolis, sendo uma das organizadoras da Copa de Poesias. Lançou seu primeiro livro nesse ano de 2022: POESIAS AO LUAR - Confissões para a lua.

 

SERENIDADE


Manhãs calmas...serenas

Me desperto levemente

O sol vem de mansinho

Acordar meu dia

Sinto o perfume

Das flores da goiabeira

Observo os pássaros

A se deliciarem nos frutos

Tudo é lindo

Aqui no meu canto

Posso pisar por gramas

Ainda úmidas do sereno

E ao fechar os olhos

Ouço sinfonias magistrais

Do espetáculo das maritacas

Ah...eu gosto disso sim

Do barulho da natureza

Pois, me refaço a cada dia

Faça sol, faça chuva

Sou conduzida por esse prazer

De poder apreciar...

Sentir...

Viver

O que de bom e simples

A vida pode me oferecer


 

AUTORA ALESSANDRA VALLE

IG: @alessandravalle_escritora


Alessandra Valle é escritora para infância e teve seu primeiro livro publicado em 2021 - A MENINA BEL E O GATO GRATO - o qual teve mais de 200 downloads e 400 livros físicos distribuídos pelo Brasil. Com foco no autoconhecimento, a escritora busca em suas histórias a identificação dos personagens com os leitores e os leva a refletir sobre suas condutas visando o despertar de virtudes na consciência.

 

QUEM É VOCÊ


Quem é você que acorda cedo, prepara o café para sua família?


Quem é você que se olha no espelho tão cedo, desajeitado pós cama e ainda se acha bonito?


Quem é você que arruma tudo antes de sair, mas para no corredor para ratificar mentalmente que não esqueceu nada?


Quem é você que para na porta da escola e estica o pescoço para ver o filho entrar e ainda permanece alguns segundos mesmo constatando que ele não voltará?


Quem é você que mesmo cumprindo suas obrigações diárias fica com a consciência ativa buscando por mais deveres?


Quem é você que mesmo cansado busca alguns minutos do seu dia para quem sabe escrever um texto, uma poesia ou até mesmo um conto?


Esse sou eu, você e quem mais se identificar.


 

AUTORA ARLÉTE CREAZZO


ARLÉTE CREAZZO (1965), nasceu e cresceu em Jundiaí, interior de São Paulo, onde reside até hoje. Formou-se no antigo Magistério, tornando-se professora primária. Sempre participou de eventos ligados à arte. Na década de 80 fez parte do grupo TER – Teatro Estudantil Rosa, por 5 anos. Também na década de 80, participou do coral Som e Arte por 4 anos. Sempre gostou de escrever, limitando-se às redações escolares na época estudantil. No professorado, costumava escrever os textos de quase todos, para o jornal da escola. Divide seu tempo entre ser mãe, esposa, avó, a empresa de móveis onde trabalha com o marido, o curso de teatro da Práxis - Religarte, e a paixão pela escrita. Gosta de escrever poemas também, mas crônicas têm sido sua atividade principal, onde são publicadas todo domingo, no grupo “Você é o que Escreve”. Escrever sempre foi um hobby, mas tem o sonho de publicar um livro, adulto ou infantil.

 

FINAL DE ANO

Todo início de ano compro uma agenda e já planejo tudo o que pretendo fazer no decorrer do ano.

Chegando ao final do ano, estarei preparada, seguindo minha programação.

O mês de outubro sempre fica marcado para a faxina de final de ano. Aquela limpeza maravilhosa de ponta a ponta da casa, onde tudo o que não é utilizado toma um novo rumo e vai para doação ou lixo.

No mês de novembro ficam os dias em que comprarei todos os presentes de Natal, lembrancinhas e tudo mais que é necessário para um final de ano tranquilo.

Neste mesmo mês, me programo para montar minha árvore de Natal e enfeitar toda a minha casa, no máximo até o dia quinze, para que eu possa me deliciar com o clima natalino por mais tempo.

Assim me planejando, posso passar o mês de dezembro na tranquilidade merecedora de uma pessoa que trabalhou muito durante o ano todo.

E agora que já estamos na primeira semana do último mês do ano, percebo que o fato de ter me programado no início do ano, foi uma total perda de tempo.

A faxina de outubro terá que ficar para depois de janeiro, mas estou feliz por ter conseguido montar minha árvore de Natal no dia primeiro de dezembro (embora o restante das decorações ainda se encontrem nas caixas).

Quanto aos presentes provavelmente farei o que faço todos os anos: estarei vasculhando as lojas em pleno dia vinte e três, vendo as lojas se fecharem enquanto confiro a lista e vejo que ainda falta metade.

Mas querem saber? A maturidade faz com que deixemos esses pormenores de lado e passemos a dar importância ao que realmente importa.

Minha faxina? Foi substituída por brincadeiras com minha neta, a qual mora comigo e ocupa muito de meu tempo.

O projeto de decorações, substitui por encontros com grupos de amigos (e por sorte tenho vários).

Os presentes? Resolvemos em família fazermos um amigo secreto, assim cada um se preocupará apenas com um presente (ou melhor dois, já que minha neta ganhará presentes de todos).

O que não consegui neste ano, terei um ano inteiro pela frente, para continuar peneirando aquilo que realmente importa.


 

13 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page