top of page

REFLEXÕES Nº 64 — 21/05/2023


Imagem gerada com IA MidJourney
 

AUTOR LUIZ PRIMATI


Luiz Primati é escritor de vários gêneros literários, no entanto, seu primeiro livro foi infantil: "REVOLUÇÃO NA MATA", publicado pela Amazon/2018. Depois escreveu romances, crônicas e contos. Hoje é editor na Valleti Books e retorna para o tema da infância com histórias para crianças de 3 a 6 anos e assim as mães terão novas histórias para ler para seus filhos.
 

ESPERA


Na sala de espera do laboratório, um cenário carregado de expectativas, todos aguardam ansiosos por algo, buscando um vislumbre de milagre no horizonte. O senhor, de aparência frágil aos 89 anos, oscila entre o desejo de prolongar sua existência e o anseio por um fim suave.


A jovem de cabelos cacheados e olhos azuis, envolta em sua melancolia, espera encontrar um amor verdadeiro, aquele que preencha seu coração de forma indelével. A grávida, sentada no banco ao lado, nutre a esperança do primeiro filho, uma vida que se forma em seu ventre como um milagre a ser testemunhado.


O casal, unido pela incerteza, segura as mãos trêmulas, à espera do resultado de um exame que poderá transformar o rumo de suas vidas. O tempo arrasta-se, torturando os presentes. Alguns impacientes, agitados em sua agonia, enquanto outros parecem conformados em deixar o tempo passar lentamente, como se estivessem aqui apenas para preencher um vazio.


A solidão me consome nessa espera angustiante. Anseio por estar longe deste lugar, envolvido nos braços de um amor verdadeiro, onde a espera não exista e a felicidade seja constante e plena.


Enquanto as horas se esvaem, testemunho a partida silenciosa, uma a uma, das pessoas que compartilham esse espaço de angústia. E eu permaneço, sozinho, aguardando tua chegada, sem certeza do que o amanhã me reserva. Apenas espero, emaranhado em emoções e lembranças, na esperança de que nosso encontro seja o ápice desse vazio que me consome.


 

AUTORA ARLÉTE CREAZZO


ARLÉTE CREAZZO (1965), nasceu e cresceu em Jundiaí, interior de São Paulo, onde reside até hoje. Formou-se no antigo Magistério, tornando-se professora primária. Sempre participou de eventos ligados à arte. Na década de 80 fez parte do grupo TER – Teatro Estudantil Rosa, por 5 anos. Também na década de 80, participou do coral Som e Arte por 4 anos. Sempre gostou de escrever, limitando-se às redações escolares na época estudantil. No professorado, costumava escrever os textos de quase todos, para o jornal da escola. Divide seu tempo entre ser mãe, esposa, avó, a empresa de móveis onde trabalha com o marido, o curso de teatro da Práxis - Religarte, e a paixão pela escrita. Gosta de escrever poemas também, mas crônicas têm sido sua atividade principal, onde são publicadas todo domingo, no grupo “Você é o que Escreve”. Escrever sempre foi um hobby, mas tem o sonho de publicar um livro, adulto ou infantil.

 

VOU FALAR DE AMOR


Por não ter certeza do que iria escrever para esta semana, apelei ao Google para obter uma ideia. Joguei então a frase: ideias para textos.


Para minha surpresa, apareceu uma lista com mais de cinquenta temas, e não posso chamá-los de diversos, pois em sua maioria a temática era problemas, esses sim das mais diversas formas mas a maioria, problemas.


Social, familiar, político, seja qual fosse o tema sugerido eu só enxergava a palavra problema.


Então pensei em falar do amor.


Mas por que amor, se tudo era tristeza? Porque se amássemos mais, teríamos um número menor de problemas.


Me chamem de utópica, sonhadora, louca, do que quiserem, mas sou simplista sim.


Vou falar de amor porque acredito nele, porque amo o amor.


Se cada pessoa se ocupasse mais em ajudar do que criticar, os problemas seriam facilmente resolvidos.


Se as pessoas vissem mais amor no próximo do que defeitos, as soluções seriam em maior número do que os problemas.


Então amar é a solução? Só amar não, é preciso praticar o amor.


E como se pratica o amor? Demonstrando que se ama.


E como se demonstra? Fazendo aos outros o que gostaríamos que fizessem a nós.


É preciso se colocar no lugar do outro para entender suas necessidades e principalmente amar àquele que não dá amor.


Como amar alguém que não ama nada? Amando, simples assim.


Todo mundo precisa de amor, mas há os que precisam muito mais e esses são os mais difíceis de serem amados.


É muito fácil amarmos os bonzinhos, mas provavelmente estes já têm amor-próprio.


Amar é um aprendizado, aprendemos a amar as pessoas como elas são.


É claro que cada um tem uma carência afetiva diferente, mas toda forma de amar vale a pena.


Afinal, “é preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã”.



 

AUTORA LUCÉLIA SANTOS


Lucélia Santos, natural de Itabuna-Bahia, escritora, poetisa, cronista e contista e antologista. Escreve desde os 13 anos. É autora do livro "O Amor vai te abraçar" e coautora em diversas coletâneas poéticas. Seu ponto forte na escrita é falar de amor e escreve poemas e mini contos infantis.
 

NOSSA JORNADA


A nossa jornada, na qual vivemos, embora seja difícil e repleta de obstáculos e perigos, é o melhor caminho para aprendermos as lições da vida. Todos enfrentamos tempestades, mas a diferença está na maneira como cada um de nós as supera.


Culpar os outros é a chave para a derrota. Enquanto as crianças podem agir assim por medo, nós, adultos, somos capazes de enfrentar e resolver nossos problemas, pois sabemos que a vida não é um mar de rosas e que muitos desafios ainda virão. Aqueles que enfrentam os desafios com sucesso estão mais bem preparados para lidar com o que quer que aconteça.


Nossa mente acredita naquilo que dizemos a ela e isso influencia nossas ações. Ser positivo todos os dias nos ajudará a superar nossos próprios medos e obstáculos. Devemos tentar embelezar nossa jornada, conferindo-lhe beleza e brilho. Que tenhamos força para lutar diariamente e superar qualquer dificuldade que se apresente.

 

AUTORA STELLA_GASPAR


Natural de João Pessoa - Paraíba. Pedagoga. Professora adjunta da Universidade Federal da Paraíba do Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia. Mestre em Educação. Doutora em Educação. Pós-doutorado em Educação. Escritora e poetisa. Autora do livro “Um amor em poesias como uma Flor de Lótus”. Autora de livros Técnicos e Didáticos na área das Ciências Humanas. Coautora de várias Antologias. Colunista do Blog da Editora Valleti Books. Colunista da Revista Internacional The Bard. Apaixonada pelas letras e livros encontrou na poesia uma forma de expressar sentimentos. A força do amor e as flores são suas grandes inspirações.
 

CALMA! TUDO PODE ESPERAR


A vida é simples e com ela também existem momentos relaxantes.


Sei que viver não é sempre um sossego, como tão bem coloca Fernando Pessoa , no seu “Livro do desassossego”.


O encanto do viver é justamente esse: canto e calo, calo e escuto amo e sonho, realizo minhas metas e não as realizo.


Calma! Viver têm choros, mas também sorrisos.


Viver e florescer, com a calma das flores irresistíveis, em cada amanhecer e exóticas ao escurecer.


Podemos sim, encontrar o prazer de viver na jardinagem da espera do amor, da alma que escuta o clamor de corações pedintes, humildes como os hinos clássicos das igrejas.


Calma, a espera pelo pôr do sol o faz mais belo, tudo que precisamos e que de repente chega, causa bonitezas em nossos sentimentos, nos inundando de alegrias, nos transformando em metáforas poéticas.


Concordo; tudo pode esperar, menos o prazer de viver , de ter olhos de desejos sentindo as cerejeiras florindo.


 

AUTOR JOSÉ JUCKA SOULZ


José Juca P Souza, professor, ator, psicopedagogo, analista de sistema, ambos por formação acadêmica… Desde pequeno imbuído nas artes, com o desenho. Como profissional, agente administrativo no Ministério da Agricultura, técnico em edificações na Companhia Energética de Brasília. Assim segue, vendedor de tudo na infância (“triste realidade”), almoxarife, gerente lojista… Em seguida, veio o teatro, com poucas temporadas, lecionou artes na escola pública do DF, estando até hoje, trabalhando com informática, afastado de sala de aula… Embora escreva desde criança, com textos engavetados… Se reconhece poeta em um concurso para novos poetas, em 2019, classificado e publicado em uma determinada editora. Hoje providencia seu primeiro livro.

 

EGO


O ser é o que é!

Não é legenda!

Rótulos são inquisição sem reflexão;

Julgo de egos autocentrados;

Cultuados em culturas coletivas pré-concebidas;

Padrões automáticos impensados;

O silêncio deixa de ser covardia quando cala ante a teimosia;

Ao convencimento sem lógica de argumento.

Misturar filosofia, religião e ciência,

É ignorar cada essência,

É não conscientizar da ignorância da ignorância…

É ater-se na caverna de Platão;

É estacionar a cultura que crê piamente…

A metamorfoses não querer submeter-se.

O silêncio edifica o necessário;

O silêncio desmorona o necessário;

O ego pode ser a castração da sabedoria!

A caminhada não traça uma única via;

Nem sempre contempla a chegada…


 


19 visualizações4 comentários

Posts recentes

Ver tudo

4 Comments


Stella Gaspar
Stella Gaspar
May 21, 2023

Isso nunca me aconteceu, Luiz!

Escrevemos com o mesmo sentido , em outras palavras sem nada combinado. Incrível mesmo!

Esse texto irá para o livro , o dos 10 autores. 😍

Like

Luiz Primati
Luiz Primati
May 21, 2023

Tenho que contar uma história, senão as pessoas não acreditarão. Ontem pela manhã a Stella me enviou uma mensagem pelo WhatsApp perguntando se ainda dava tempo de enviar seu texto para esse caderno. Eu disse que até o meio-dia poderia. Ela me respondeu que iria tomar café e já escreveria. Nesse meio tempo eu fui até o laboratório de análises colher sangue para exame. Tinha muitas pessoas aguardando o exame e eu, enquanto esperava, escrevi meu texto sobre a ESPERA. Assim que terminei, disse para a Stella: "Estou no laboratório fazendo exame de sangue. Enquanto espero, fiz um poema". Imediatamente Stella respondeu: "Quero ler". Quando enviei, Stella ficou assustada, pois, eu tinha escrito exatamente sobre o tema que ela havia…

Like

Stella Gaspar
Stella Gaspar
May 21, 2023

Silenciosamente nossos textos se encontram, afetuosamente os escrevemos e felizes os compartilhamos. Todos me deixam feliz!!!😍

Like
Luiz Primati
Luiz Primati
May 21, 2023
Replying to

Parabéns!

Like
bottom of page