top of page

DIÁRIO DA PANDEMIA — 14/03/2023


 

AUTOR LUIZ PRIMATI


Luiz Primati é escritor de vários gêneros literários, no entanto, seu primeiro livro foi infantil: "REVOLUÇÃO NA MATA", publicado pela Amazon/2018. Depois escreveu romances, crônicas e contos. Hoje é editor na Valleti Books e retorna para o tema da infância com histórias para crianças de 3 a 6 anos e assim as mães terão novas histórias para ler para seus filhos.
 

SOBREVIVENDO À PANDEMIA: UMA JORNADA DE PERDAS E APRENDIZADOS


A pandemia veio como um furacão, devastando vidas, sonhos e esperanças. Ela nos pegou de surpresa e nos arrancou o chão sob os pés. Quantas lágrimas foram derramadas, quantos corações foram dilacerados pela dor da perda? A pandemia nos trouxe um pesadelo que parecia não ter fim.


Foi um tempo difícil, onde a tristeza e a solidão se tornaram nossas companheiras. Muitos se foram, deixando para trás um rastro de saudade e desespero. Quantas vezes você se perguntou: "por que eu sobrevivi?" Foi a luta pela vida, o medo do desconhecido, ou apenas uma questão de sorte?


Eu sei o que é perder alguém para essa doença traiçoeira. A dor que senti quando meu familiar partiu é algo que nunca vou esquecer. Mas, apesar de tudo, a pandemia me ensinou a valorizar a vida e as pessoas que amo. Ela me mostrou que não podemos dar nada como certo e que cada momento é precioso.


O isolamento social nos fez perceber o quanto precisamos uns dos outros. As conversas por telefone, as chamadas de vídeo, tudo isso nos conectou de uma maneira que nunca imaginei possível. A pandemia também me fez olhar para dentro de mim mesmo, refletir sobre quem sou e o que quero da vida.


Mas nem tudo foi positivo. A saudade de um abraço, de um beijo, daqueles momentos simples que antes pareciam tão banais, me deixou em pedaços. O vazio que senti quando não pude ver minha família e amigos, quando meu coração implorava por um pouco de afeto, é algo que jamais esquecerei.


Agora, quando olho para trás, vejo o quanto cresci e o quanto aprendi. A pandemia me fez forte, mas também me fez chorar. E você, como passou por tudo isso? O que aprendeu? A vida é preciosa e cada momento deve ser vivido intensamente. Não sabemos o que o futuro nos reserva, mas podemos escolher como vamos enfrentá-lo. Lembre-se sempre de quem se foi, mas também celebre aqueles que ainda estão aqui. E, acima de tudo, nunca deixe de amar.


 




31 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1 komentaras


sidneicapella
sidneicapella
2023-03-14

Excelente texto Luiz! Parabéns!

Patinka
bottom of page