top of page

BECO DOS POETAS Nº 65 — 11/07/2024

Grandes textos, grandes poesias! Leiam, comentem, compartilhem!


Imagem criado com IA Midjourney
 

AUTOR LUIZ PRIMATI


LUIZ PRIMATI é escritor de vários gêneros literários, no entanto, seu primeiro livro foi infantil: "REVOLUÇÃO NA MATA", publicado pela Amazon/2018. Depois escreveu romances, crônicas e contos. Hoje é editor na Valleti Books. Em março lançou seu livro de Prosas Poéticas, "Melancolias Outonais" e o romance de suspense "Peter manda lembranças do paraíso" estará disponível em julho de 2024.

 

O RITMO DA VIDA URBANA


No compasso apressado da cidade, nos tornamos autômatos, movendo-nos em uma coreografia sem alma. Despertamos, levantamos, engolimos o café da manhã, escovamos os dentes, embarcamos no ônibus e mergulhamos no trabalho. O dia se repete, um ciclo incessante.


Mas no meio desse turbilhão de concreto, há nuances que nos escapam. Os mendigos nos semáforos, invisíveis aos nossos olhos apressados. O catador de latinhas, o homem que recolhe papelão – figuras que se misturam ao cenário urbano, como sombras que não enxergamos.


O ritmo frenético da vida urbana nos cega para a beleza que persiste em florescer. A flor solitária que desafia o asfalto, os pássaros cujo canto se perde no estrondo das buzinas. O céu, outrora vasto e claro, agora obscurecido por uma cortina de fuligem.


Nesse caos, você se tornou uma memória distante. Quando partiu, a cidade ainda não sufocava nosso amor. Hoje, somos apenas ecos do passado, uma dor silenciosa que ainda pulsa em meu peito.


E no ritmo da vida urbana, às vezes esqueço até de mim.


 

AUTORA STELLA_GASPAR


STELLA GASPAR é natural de João Pessoa - Paraíba. Pedagoga. Professora adjunta da Universidade Federal da Paraíba do Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia. Mestre em Educação. Doutora em Educação. Pós-doutorado em Educação. Escritora e poetisa. Autora do livro “Um amor em poesias como uma Flor de Lótus”. Autora de livros Técnicos e Didáticos na área das Ciências Humanas. Coautora de várias Antologias. Colunista do Blog da Editora Valleti Books. Colunista da Revista Internacional The Bard. Apaixonada pelas letras e livros encontrou na poesia uma forma de expressar sentimentos. A força do amor e as flores são suas grandes inspirações.

 

TRILHAS POÉTICAS


Escritas com palavras

Mágicas

Sonhadas

Dançantes

Convidativas.


Nossas trilhas poéticas

Parecem laços coloridos

De todos os tamanhos

Nos levando para um ninho

Quente e iluminado

Repleto de estrelas.


É uma felicidade

Te sentir eterno em mim

Me amando com pressas de viver

Meu amor crepuscular

Tranquilo, carinhoso, compreensivo

Tecendo teus desejos

Nos meus cinco sentidos.


"Não é difícil alimentar pensamentos admiráveis,

quando as estrelas estão presentes."

(Marguerite Yourcenar)


 

AUTORA SIMONE GONÇALVES


SIMONE GONÇALVES, poetisa / escritora. Colaboradora no Blog da @valletibooks e presidente da Revista Cronópolis, sendo uma das organizadoras da Copa de Poesias. Lançou seu primeiro livro nesse ano de 2022: POESIAS AO LUAR - Confissões para a lua.

 

UM DIA...

Ainda não sei por quanto tempo nossos caminhos ficarão separados, mas... sinto que quanto mais penso em você, mais perto estou de te encontrar. Assim, manda dizer meu coração a você.

Ainda não sei quantas voltas o mundo dará, até chegar o momento de te encontrar e, num abraço envolvente, me envolver em teu corpo, por horas e horas te amar e ser amada.

Ah, nada sei do que o destino me prepara.

Nada sei... apenas vivo a ansiedade de um dia te ter só para mim.

Por noites e noites sem fim,

E em cada amanhecer... onde sei que nosso amor nos conduzirá ao paraíso.


 

AUTOR SIDNEI CAPELLA


SIDNEI CAPELLA, natural e residente em São Caetano do Sul — São Paulo. Escreve textos poéticos, contos e mensagens, participou de algumas antologias. Grande parte dos seus textos são publicados na página do Instagram que administra. Utiliza a frase criada por ele: “Inspiração me leva a escrever sobre tudo, a inspiração vem de Deus, escrevo para o meu próximo, de modo a despertar sentimentos e mexer com suas emoções.”

 

NOVO AMANHECER


Em um novo amanhecer.

Renovo os pensamentos…

Fito a divina natureza.

Alegria e agradecimento.


A lágrima de tristeza

Vão se embora…

Já não existe mais.

Como a água que rola…


Da dor no peito.

Transformada em alívio.

O pai do céu.

Trouxe o antídoto.


E a divina Luz.

Da abertura de caminhos.

No jardim da vida.

Arrancaram os espinhos.


Com a energia branda.

Invadindo a minha alma.

Trouxe a paz.

E a bendita calma.


Hoje sou propagador…

Da divina paz.

E quem por mim passar:

Verás o bem que faz.


 

AUTORA LUCÉLIA SANTOS


LUCÉLIA SANTOS, natural de Itabuna-Bahia, escritora, poetisa, cronista e contista e antologista. Escreve desde os 13 anos. É autora do livro "O Amor vai te abraçar" e coautora em diversas coletâneas poéticas. Seu ponto forte na escrita é falar de amor e escreve poemas e minicontos infantis.

 

SOCIEDADE POÉTICA


Feliz de ti, oh homem desejado!

Que ao ser amado por uma poeta, tu nunca morrerá

Pois em seus versos ela o eternizará

Falarão de ti e por toda vida serás lembrado


O amor a consome em total insanidade

Ainda que sangre seu coração, e seja quebrado

Tu jamais morrerás afogado

Pois sem ti, ela não respira de verdade


Quem faz poesia doa fôlego de vida

Ergue uma alma flagelada

Aquece corações e alivia a carga pesada

Converte trevas em paisagem florida


Oh Sociedade Poética invencível,que sabe amar

Inspirações ardem como labaredas

Perscrutam as entrelinhas do mundo, na certeza

Que uma centelha de luz encontrará.


 

AUTOR WAGNER PLANAS


WAGNER PLANAS é nascido em 28 de maio de 1972, na Capital Paulista, estado de São Paulo, Membro da A.I.S.L.A — Academia Internacional Sênior de Letras e Artes entre outras academias brasileiras. Membro imortal da ALALS – Academia Letras Arttes Luso-Suiça com sede em Genebra. Eleito Membro Polimata 2023 da Editora Filos; Moção de Aplausos da Câmara Municipal de Mairinque pelo vereador Edicarlos da Padaria. Certificado do presidente da Câmara Municipal do  Oliveira de Azemeis de Portugal. Autor de mais de 120 livros entre diversos temas literários, além de ser participante de 165 Antologias através de seu nome ou de seus heterônimos.

 

ODE AO AMOR ETERNO


Nas entranhas do tempo,

Um fogo sagrado,

Chamas que dançam,

Sussurram segredos antigos,

Amor eterno,

Como um verso não declamado,

Canta em silêncio,

Transcende os abrigos.


Tu és a tristeza,

De meus olhos,

Lágrimas que rolam em silêncio,

Por tua ausência,

No espelho,

Vejo o tempo que sofri,

A dor da despedida,

a saudade que não se cansa.


Obrigando-me a esquecer-te,

Mas o pensamento insiste,

No ontem,

No que poderia ter sido,

Prefiro sonhar contigo,

Mesmo que seja ilusão,

Do que acordar e sentir tua falta,

Vazio indefinido.


Como quisera que vivesses,

Olhos abertos,

Nunca fechados,

Sempre a me fitar,

Amor eterno,

Inolvidável,

Além dos versos,

Tarde ou cedo,

Estaremos juntos,

A nos amar.


Na solidão obscura,

Vivo,

Como tu,

A mesma solidão de teu sepulcro frio,

E, na recordação triste de Acapulco,

Sou,

O amor que transcende eterno e vadio.


E assim,

Como a chama que nunca se apaga,

Nosso amor persiste,

Renova-se a cada aurora,

Na dança das estrelas,

Na brisa que embala,

Somos eternos,

Além da vida,

Além da hora.

Além da eternidade.

 

 

AUTORA LILA LEITE


ELIANA ROCHA, da cidade de Brumado, interior da Bahia. Licenciada em Letras Vernáculas pela UNEB - Universidade do Estado da Bahia; Pós graduada em Psicopedagogia, pela FACINTER -  Faculdade Internacional de Curitiba. Professora aposentada, atualmente Coordenadora da Escola Particular "O Pequeno Príncipe" - Brumado.

 

O MEU MELHOR PERDÃO


Tanto tempo apanhando da vida

E aceitando tudo calada

Parece que eu era a mais envolvida

Em ver a minha alma destruída

Pois no silêncio, me fechava


Me exploravam no trabalho

Em casa, iam mais além

Nunca recebi um aplauso

Vivia tentando agradar

Mas sempre tratada como ninguém


Até que um dia já cansada

Nas minhas orações pra dormir

Implorei a Deus, uma solução

Para entender por quê razão

O mundo queria me destruir


E num sonho veio a resposta

Um anjo pegou em minha mão

Disse_ me: Seja forte e perdoe a si mesmo

Pois você foi a pior de todas

Quem mais te traiu e te deixou no chão


Perdoe a sua cumplicidade

A sua ignorância e sua fraqueza

Perdoe a sua inocência

Perdoar faz parte da vida

Perdoar a si mesmo é grande proeza  

 

AUTOR ANDRÉ FERREIRA


ANDRÉ FERREIRA, 46 anos, solteiro, é natural de São Paulo, cidade onde vive até hoje. De religião cristã, André valoriza profundamente os ensinamentos de sua fé. Filho de Elza, uma paulistana determinada, e de Luís, um bon-vivant, André foi criado com amor e sabedoria por sua avó Maria, a melhor das avós. Apaixonado por atividades físicas, André também aprecia uma boa conversa, a leitura de livros enriquecedores, além de se encantar com a arte e a poesia.


 

EU E ELA


No amor e na guerra,

não existe lado certo e tudo é ilícito.


Ela é a minha razão...

Ela é a minha emoção...

Ela é minha alegria...

Ela é louca...

Ela é santa...

Ela é meretriz...

Ela é atriz...

Ela é ardida...

Ela é atrevida...

Ela é fogo puro...

Ela quer tempestade – Eu quero calmaria.

Ela quer gelado – Eu quero quente.

Ela quer doce – Eu quero salgado.

Ela quer café – Eu quero chá.

Ela quer um Martine – Eu quero champanhe.

Ela quer chocolate amargo – E eu quero chocolate com pimenta.

Ela quer teatro – Eu quero cinema.

Ela quer um romance – Eu quero um drama.

Ela quer jantar à luz vela – Eu também.

Ela quer um carinho – Eu quero um beijo.

Ela quer sexo – Eu quero as preliminares,

pois adoro sentir o gosto dos seus lábios molhados.

Ela quer mais tesão – Eu quero mais paixão.

Ela quer sentir o amor – Eu quero sentir prazer.

Ela quer me amar no chão – Eu quero devorá-la na cama.


E entre os lençóis e as sedas nós dois nus

nos amando como dois loucos

vivendo a plenitude do amor

em busca da explosão de prazer

e depois do gozo,

ela quer dormir e eu não quero acordar.


 

AUTORA REGINA PRADO

IG: @regina.prado_escritora


Natural de Jundiaí, interior de São Paulo, onde vive até hoje. Despertou o interesse pela escrita desde muito cedo, porém, somente a partir de 1981, quando cursando Secretariado e participando do grupo de teatro TER (Teatro Estudantil Rosa) despertou interesse em escrever de forma mais estruturada, onde muitos dos sentimentos se transformaram em poesias. Atualmente iniciou a escrita de um novo projeto que será lançado em 2022. Mais do que nunca, a sua intenção é tocar fundo os sentimentos dos leitores, causando emoção em cada palavra.

 

ALGO MAIOR


Análise profunda

De dentro da alma,

Desvendando monstros,

Até mesmo demônios,

Na maioria das vezes,

por nós criados,

que, para serem libertados,

necessitam de algo maior.

Requer autoconhecimento,

muito autovalor,

essencial o autoamor,

também muita paz,

desejo genuíno,

de profunda elevação,

que só se alcança, de fato,

com sincero autoperdão.


 

AUTORA ROBERTA PEREIRA


Roberta M F Pereira nasceu em 1986 e cresceu na cidade de Brumado, interior da Bahia. É Historiadora, Tradutora, Intérprete de Libras, Professora e Poetisa. Desde bem jovem já demonstrava seu amor e dedicação a escrita, especialmente poesias. Tem suas poesias publicadas em diversas coletâneas e no site Recanto das Letras com o pseudônimo, Betina. É autora do livro “Verdades de um Coração Ferido”.

 

NEM TUDO SE CONSTRÓI


Tudo se resume em palavras

Tudo se resume em amor

Tudo se resume na vida

Nada se acaba na dor


Nem tudo se constrói em felicidade

Nem tudo se constrói com a dor

Nem tudo se transforma em milagres

Nem tudo se acaba no amor


Nada se é na vida

Nada se é no amor

Nada se é no caminho

De um coração cheio de dor


Tudo passa nessa vida

Nada existe sem amor

Nem tudo que se vê são lágrimas

Porque são os vestígios do amor.

 

AUTORA MARINALVA ALMADA


Marinalva Almada é diplomada em Letras Português/Literatura e com uma pós-graduação em Alfabetização e Letramento pelo CESC/UEMA, encontrei no ensino a oportunidade de semear conhecimento e despertar amor pelas palavras. Sou professora nas redes públicas municipal e estadual. Tenho como missão transformar vidas através da educação e da leitura literária. Deleito-me com a boa música, a poesia, a natureza, os livros e as flores, elementos que refletem em mim uma personalidade multifacetada. Escrevo regularmente no Recanto das Letras, participo com frequência de concursos literários, antologias e feiras literárias. Em 2023 realizei o sonho de publicar pela Valleti Books, o livro Versificando a vida, juntamente com as amigas Cláudia Lima e Zélia Oliveira.

 

CHUVA DE BENÇÃOS


A chuva foi tão boa

Que baralhou meu pensamento.

Não sabia que dia era,

De onde vinha e nem para aonde ia.

Hoje amanheci perdida no tempo!

Obrigada, Senhor pela chuva a contento!


 

AUTORA ARELY SOARES REIS


ARELY SOARES REIS nasceu em Caxias, Maranhão, e é uma talentosa profissional da língua: professora de Língua Portuguesa e Inglesa, além de suas respectivas literaturas, escritora, revisora textual e tradutora (Inglês - Português). Com um talento para a escrita que emergiu aos 11 anos, Arely recorda: "bastou tocar na caneta e no papel, já nascia ali uma poesia". Autointitulada "Poetisa da Noite", ela revela: "achava que a madrugada fosse feita para dormir, me enganei. Nela escrevo à beira dos meus sonhos, até agarrar no sono". Arely é uma leitora ávida, apaixonada por romances e poesias, e tem uma sede insaciável por novas experiências culturais, seja conhecendo pessoas, lugares, artes ou músicas. Ela se descreve como um ser humano pleno de fé, amor e esperança. Seu trabalho literário inclui participações em diversas antologias e revistas, como "Um Grito A Cor da Pele" (Editora Brunsmarck), "Ser Tons - Tons do Nordeste" (Ed-In Vitro), "Revista Entre Versos" (1ª e 2ª edições, Diego Maltz), "The Bard" (com publicações em mais de quatro edições, J. B Wolf) e a antologia "Coletivo Nua Palavra". Além disso, Arely tem presença ativa em podcasts e canais literários no YouTube.

 

 

DES-MORO


Desmoro há tanto tempo,

No peito de quem não me foi lar.

Morro subo, morro desço,

Vivo o amor a procurar.

Nas miúdas saudades dos corações, Saudações!

Acima do nível do mar

Felicidades são planos,

Planaltos para Amar.

R-elevo o Amor

Na superfície de meu interior.

Só casa, quando duas almas em si mora,

Só é casa quem não deixa ir embora.

Moro em quem me quer perto,

Des-moro em quem não me dá teto.


 

AUTOR JOSÉ JUCKA SOULZ


José Juca P Souza, professor, ator, psicopedagogo, analista de sistema, ambos por formação acadêmica… Desde pequeno imbuído nas artes, com o desenho. Como profissional, agente administrativo no Ministério da Agricultura, técnico em edificações na Companhia Energética de Brasília. Assim segue, vendedor de tudo na infância (“triste realidade”), almoxarife, gerente lojista… Em seguida, veio o teatro, com poucas temporadas, lecionou artes na escola pública do DF, estando até hoje, trabalhando com informática, afastado de sala de aula… Embora escreva desde criança, com textos engavetados… Se reconhece poeta em um concurso para novos poetas, em 2019, classificado e publicado em uma determinada editora. Hoje providencia seu primeiro livro.

 

NÓS


Sublime caos celeste!

Há de nos reter infinitos gnosis!

Sublime caos celeste,

Acorda solitude,

Sob composições herbáceas!

Herbáceas sob caos celeste,

Ansiosas linhas cidadãs,

Recordam suspiros de saudades!

Reclinados ao teto,

Sirius a nos contemplar…

Lúbrico, libidinoso, libertino…

São os sonhos que habitam,

Tuas calientes composições…

Tuas calientes compleições…

Tuas calientes constituições…

Tuas calientes…

Há que se amar o tempo…

Há que se amar o vento…

Há que se amar o mar…

Há que se reter o ar…

Há que expirar…

A natureza e tudo que há…

Longanimidade ao reencontro…

Ao possível encontro…

Ao que nada há,

No que emane corações excitados…


 

AUTORA ZÉLIA OLIVEIRA


ZÉLIA OLIVEIRA é natural de Fortuna/MA, reside em Caxias-MA, desde os 6 anos. É escritora, poetisa, antologista. Pós-graduada em Língua Portuguesa, pela Universidade Estadual do Maranhão – UEMA. Professora da rede pública municipal e estadual. Membro Imortal da Academia Interamericana de Escritores (cadeira 12, patronesse Jane Austen). No coração de Zélia, a poesia ocupa um lugar especial, gosta de escrever, afinal, a poesia traz leveza à vida. Publica no Recanto das Letras, participa com frequência de antologias poéticas, coletâneas, feiras e eventos literários. É organizadora e coautora do livro inspirador "Poetizando na Escola Raimunda Barbosa". Coautora do livro “Versificando a Vida”.

 

MEU GATINHO


Meu gatinho

É muito fofinho,

Pula no meu colo

Em busca de carinho.


Não gosta de ficar sozinho

Aproxima-se das pessoas,

Fica bem pertinho.


Gosta de ficar nos braços,

Fica todo dengoso.

Apraz-me sentir seu pelo,

Que gatinho carinhoso!


Também é muito sapeca,

Não para de aprontar,

Não dá sossego.

Vive a bisbilhotar.


Mesmo aprontando,

Amo meu bichano,

Meu gatinho, Thanos.


 


37 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page