top of page

BECO DOS POETAS Nº 39 — 13/04/2023

Grandes textos, grandes poesias! Leiam, comentem, compartilhem!


Luiz Primati

Imagem criado com IA
 

AUTORA ALESSANDRA VALLE

IG: @alessandravalle_escritora


Alessandra Valle é escritora para infância e teve seu primeiro livro publicado em 2021 - A MENINA BEL E O GATO GRATO - o qual teve mais de 200 downloads e 400 livros físicos distribuídos pelo Brasil. Com foco no autoconhecimento, a escritora busca em suas histórias a identificação dos personagens com os leitores e os leva a refletir sobre suas condutas visando o despertar de virtudes na consciência.
 

CHUVA EM MIM



Enquanto a chuva durar

Ficarei aqui na janela

A te esperar.


Tentarei esquecer o dia que se foi

E me alegrar para enfim te dizer

OI.


Relembrando os momentos que fomos felizes

Afasto a tristeza que existe.


Quando a chuva passar

A porta se reabrirá

Para você entrar.


Mas, nosso encontro não será permitido.

Em outro lar você me deixou sozinho.


Eu era apenas um menino

Que nada tinha na bagagem

A não ser a falta de carinho.


É melhor me acostumar

Caso contrário

Para o abrigo vou voltar.


A chuva não vai ceder

Agora, só quero te esquecer.

Mas a dor do abandono não me deixa.


Me consome,

Não lembro mais seu nome.

Seu rosto, seu cheiro.


Mesmo que chuva não passe

Vou calçar a galocha

Abrir o guarda chuva

E desse quarto sair.


Para além do portão

Molhado, porém vivo

Sobrevivendo sem você.


 

AUTORA STELLA_GASPAR


Natural de João Pessoa - Paraíba. Pedagoga. Professora adjunta da Universidade Federal da Paraíba do Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia. Mestre em Educação. Doutora em Educação. Pós-doutorado em Educação. Escritora e poetisa. Autora do livro “Um amor em poesias como uma Flor de Lótus”. Autora de livros Técnicos e Didáticos na área das Ciências Humanas. Coautora de várias Antologias. Colunista do Blog da Editora Valleti Books. Colunista da Revista Internacional The Bard. Apaixonada pelas letras e livros encontrou na poesia uma forma de expressar sentimentos. A força do amor e as flores são suas grandes inspirações.
 

BELA COMO UMA PÉROLA



Sua beleza vem de dentro

Cheia de encantamentos

Tão atraente quanto uma flor

Exalando sonhos em jardins

Com sua doçura, abrigando o amor.


Bela como uma pérola

Assim é a poesia.


Um mar de esperanças

Deixando nas nossas inspirações

Diamantes e brilhos de céu

Cuidando do mar

Cantando para um amor distante.


Bela como uma pérola

Assim é a poesia.

No corpo, coração e na alma de quem ama.


 

AUTOR SIDNEI CAPELLA


Sidnei Capella, natural e residente em São Caetano do Sul — São Paulo, Graduado em Administração. Escrevendo e publicando poesias e contos nos cadernos semanais da Editora Valleti Books. Participou da II copa de poesias da revista Cronópolis, em janeiro de 2022. Escreve textos poéticos, contos e mensagens, grande parte dos seus textos são publicados na página do Instagram que administra. Utiliza a frase criada por ele: “Inspiração me leva a escrever sobre tudo, a inspiração vem de Deus, escrevo para o meu próximo, de modo a despertar sentimentos e mexer com suas emoções.”

 

MEU DESERTO



Caminhando no deserto,

tropecei nas palavras.

Cai nos vagos pensamentos.

Continuei sobre a ardente areia.

Dia sem fim…

Mas a caneta e o papel

foram o cantil com água

que fez brotar a inspiração…

E quando escrevi...

a primeira estrofe.

Aliviou!

Foi então que

percebi que o deserto

estava dentro de mim.


 

AUTORA SIMONE GONÇALVES


Simone Gonçalves, poetisa/escritora. Colaboradora no Blog da @valletibooks e presidente da Revista Cronópolis, sendo uma das organizadoras da Copa de Poesias. Lançou seu primeiro livro nesse ano de 2022: POESIAS AO LUAR - Confissões para a lua.

 

MAIS UMA NOITE DE OUTONO



É noite de outono

A lua apareceu deslumbrante

Clareando meus passos

Que percorrem esse caminho

Sem um destino certo

Apenas desejo te encontrar

Preciso matar essa saudade que tanto me sufoca

Me torturando num louco desejo

De ao menos saber como você está

Ficar assim sem você

Sem teus beijos sob o luar

Teu corpo ardente me desejando

Tua voz doce dizendo coisas que adoro ouvir

É como viver sem sentir nada dentro de mim

Ah! Quanta saudade dos nossos momentos

Nada tem graça sem você comigo

Minhas noites se transformam num mar de solidão

As batidas do meu coração são ondas turbulentas e agitadas

Desejando tua volta para me acalmar

Trazendo a paz do teu sorriso

No aconchego que só no teu colo

Posso encontrar


 

AUTOR AUGUSTO INFANTE E-mail: augusto.infante2023@gmail.com


Augusto Infante, fruto místico do enlace entre sereias e dragões, foi um visionário em um mundo de absurdo e ironia. Educado por pinguins falantes e tendo explorado terras tão distantes quanto a Atlântida e a Terra do Nunca, ele se consagrou como mestre do sarcasmo e do nonsense, guiando os navegantes nas águas turvas do ridículo. Em seu legado, Augusto nos presenteou com a obra-prima "Contos de um Infante Sarcástico", uma coletânea de histórias tão estranhas quanto engraçadas, onde o absurdo reinava. Hoje, seu nome ecoa nos confins do mundo do humor e da poesia, e seu espírito surrealista segue inspirando a todos que se atrevem a mergulhar em suas páginas irônicas.

 

DANÇA CÓSMICA DAS SINGULARIDADES SARCÁSTICAS



Oh, Marciano manco, ser sublime,

Vens de Marte, com teu porte tão distinto,

Em meio a Modelos plus size, a brilhar,

Juntos, neste mundo, sarcasmo a exalar.


De tua marcha irregular e decidida,

Surge a elegância, a pose tão divertida,

Modelos plus size, com vossas curvas graciosas,

Que enfrentam a vida, guerreiras corajosas.


Oh, par improvável, mas tão fascinante,

Neste baile cósmico, sarcasmo delirante,

Marciano manco e Modelos, juntos a dançar,

Na pista da vida, ironia a ressoar.


Por entre olhares críticos, caminham,

Desafiando padrões, com orgulho, se exibem,

É um espetáculo de singularidade,

Num mundo onde a aparência é prioridade.


Caminhem, Marciano manco e Modelos,

De mãos dadas, com passos leves e belos,

Que o sarcasmo os conduza, nesta jornada,

Em busca de aceitação e risos, com alegria encharcada.


Oh, par tão peculiar, neste mundo insensato,

Marciano manco e Modelos, juntos no relato,

Com um sorriso irônico, de canto a canto,

Erguem-se, destemidos, sobre a indiferença e o pranto.


 

AUTOR LUIZ PRIMATI


Luiz Primati é escritor de vários gêneros literários, no entanto, seu primeiro livro foi infantil: "REVOLUÇÃO NA MATA", publicado pela Amazon/2018. Depois escreveu romances, crônicas e contos. Hoje é editor na Valleti Books e retorna para o tema da infância com histórias para crianças de 3 a 6 anos e assim as mães terão novas histórias para ler para seus filhos.
 

ETERNA FUGA



Ah, como pesam os suspiros que escapam de teu peito, sussurrando mágoas sem sequer soletrar um som. Ao fitar teus olhos, vislumbro um futuro incerto, e um turbilhão de emoções me invade, deixando-me perdido em angústia.


As palavras seriam flechas que trespassariam nossa alma, mas teu silêncio, ah, esse silêncio, rasga meu coração em pedaços. Não digas nada, apenas repouse tua cabeça sobre meu peito, e deixe que nossos corações falem a linguagem da dor.


Aconchega-te aqui, fecha os olhos e permite que meus dedos deslizem por teus lábios, que anseiam por um último beijo. Quero escutar tua respiração ofegante, sentir teu coração pulsar intensamente, como se clamasse por mim.


Essa noite poderia ser infinita, sem temores do que o amanhã nos reserva. Mas, subitamente, o silêncio é rasgado pelo sopro de tua respiração exausta, como se estivesses cansada de viver esse momento, e então, partes.


Eis-me só, remoendo as lembranças de nossos momentos íntimos, tentando eternizá-los em meu ser. Seremos eternos, um no outro? O amor ainda arde em teu peito? Como posso ter certeza?


Adormeço sob o manto estrelado, seguindo as luzes mais brilhantes no céu, como se, em um desespero silencioso, eu corresse atrás de ti.


 

AUTORA REGINA PRADO

IG: @regina.prado_escritora


Natural de Jundiaí, interior de São Paulo, onde vive até hoje. Despertou o interesse pela escrita desde muito cedo, porém, somente a partir de 1981, quando cursando Secretariado e participando do grupo de teatro TER (Teatro Estudantil Rosa) despertou interesse em escrever de forma mais estruturada, onde muitos dos sentimentos se transformaram em poesias. Atualmente iniciou a escrita de um novo projeto que será lançado em 2022. Mais do que nunca, a sua intenção é tocar fundo os sentimentos dos leitores, causando emoção em cada palavra.

 

ECOS DA EMOÇÃO



Não há como abstrair

O que vai no coração

Brota sem pedir, ou medir

E vezes causa confusão

Pois somos feitos de sentir

Mesmo que pareça ilusão

E me pergunto como digerir

A tremenda indagação?

Calo, no incauto sucumbir

Do pensar buscando inspiração

Deveras tentarei persuadir

Caso não cause convicção

Sigo resoluta a desconstruir

Ressentimentos, mágoas, aflição

Desfaço o Eu antigo, deixo fluir

Livre, longe da estagnação

O ar lentamente a invadir

Peito trêmulo em comoção

Nada e ninguém mais a retorquir

É na PELE que se sente EMOÇÃO!


 


69 visualizações4 comentários

Posts recentes

Ver tudo

4 Comments


sidneicapella
sidneicapella
Apr 13, 2023

Que trabalho sensacional; parabéns Valleti Books, Luiz e Alessandra!

Estou feliz por fazer parte deste caderno!

Parabéns a todos poetas e Poetisas, que fazem parte desta edição; os textos Poéticos estão lindos.

Like

Alessandra Valle
Alessandra Valle
Apr 13, 2023

Que beleza de ver e sentir. 💗✍️

Like

Luiz Primati
Luiz Primati
Apr 13, 2023

Bom dia poetas, poetisas e seguidores do caderno. Trouxemos mais essa novidade aos nossos cadernos para valorizar o trabalho incansável de nossos colaboradores. São muitas poesias que nossos 39 cadernos acumulam e já deve estar beirando umas 500 poesias. Parabéns a todos e obrigado por serem tão criativos!

Like
sidneicapella
sidneicapella
Apr 13, 2023
Replying to

Obrigado Luiz!

Belo trabalho!

Gostei d+

Like
bottom of page