top of page

BECO DOS POETAS Nº 34 — 24/11/2022

Grandes textos, grandes poesias! Leiam, comentem, compartilhem!


Luiz Primati

Adobe Stock Images
 

AUTOR DAVID NEVES


Conhecido como Cabelo é um poeta e escritor batateiro de 28 anos, nascido em São Bernardo no campo, Grande ABC – SP. Escritor por vocação e trabalhador nas horas vagas, criador da página de textos e poesias chamada Entre Linhas Poesias Autorais e de frases e textos curtos chamada Trupicando Nas Palavras. Amante de filmes, livros, mangas, animes, histórias de terror, amor, ficção, fantasia entre outros temas.

 

PEITO VAZIO


Eu jurei a mim mesmo que não beberia nunca mais

Mas a saudade aperta e deixa a alma deserta

Cada gole é um pouco da tristeza que se esvai


Eu tento me desvencilhar do desejo que me martiriza

Eu preferia morrer embriagado e afogado em qualquer sarjeta

O seu amor é o único elixir para minha alma enlouquecida


Meu coração só pensa no gosto doce da vingança

A cachaça me faz lembrar o sabor do seu beijo

As lágrimas rolam e eu me sinto novamente uma criança


As lembranças sempre me levam para onde eu não quero ir

Meu coração bate quase morto, estou ficando louco?

Eu não consigo e não tenho mais razões para sorrir


As noites são tão longas e tudo é tão solitário e frio

A alvorada não ameniza a escuridão do meu coração

A saudade brota, mas não preenche o meu peito vazio.


 

AUTORA SIMONE GONÇALVES


Simone Gonçalves, poetisa/escritora. Colaboradora no Blog da @valletibooks e presidente da Revista Cronópolis, sendo uma das organizadoras da Copa de Poesias. Lançou seu primeiro livro nesse ano de 2022: POESIAS AO LUAR - Confissões para a lua.

 

QUANDO ME ENCONTRAR


Cuida do meu coração

Proteja meu sentimento

Me ampare em teus braços

Guarde meu sorriso

Me deseje com os olhos

Me banhe de beijos

Lace meu corpo com ternura

Faça de mim teu porto seguro

Teu mar de sonhos

Conduza meus passos

Sob a luz do teu olhar

Vamos a cada encontro

Desvendar segredos um do outro

E pelas noites de inverno

Me aqueça em teu colo

Que te farei sonhar nesse amor

Pela vida toda


 

AUTORA MIGUELA RABELO


Miguela Rabelo escritora de crônicas, contos e poemas, com seu primeiro livro solo de poemas: "Estações". Também é mãe atípica e professora da Educação Especial no município de Uberlândia-mg.
 

ABSTINÊNCIA


As horas se arrastam

E minha cabeça ferve,

Sufocada pela fumaça

Que arde nos pulmões

E que desce queimando

Minha laringe.

Mas que, felizmente,

Preenche assim

O vazio presente no meu âmago

Que clama pela ausência dela...


Ela que partiu sorrateiramente

Como um gato

na surdina.

Deixando uma cova

No meu peito,

Levando todo e qualquer

Sopro de vida

Que ainda restava.


E em meio a toda esta dor

E crise de abstinência,

Meu corpo congela

No piso molhado

Do chão do banheiro

Onde ouço ecos

Dos nossos diálogos eternos


Nas madrugadas a fio...

Vivendo em nosso castelo

de emoções,

Onde prazer ou dor

Eram vivenciados em seu ápice.

Não havendo, por isso,

Espaço para terceiros.

Eramos assim, um só...

Almas revoltas e foragidas

dessa prisão renomada

vida.


Porém, ela se foi,

Me trocando por ele...

Sol, reluzente a brilhar,

Me abandonou pela multidão a vaiar,

Pelo palco de luzes apagadas,

Pela doce ilusão de ser aceita

Ou, quem sabe, reconhecida.

Ela era tudo para mim

E, assim, a queria

Somente minha...


Era centelha de vida que, dentro de mim,

Voltou a brilhar…

Era o único sol

Que aceitei me queimar

No seu amor…

Que, por um doce engano,

Me iludiu ser verdadeiro…


Mas nem por isso

Deixei de querê-la...

Teu cheiro, gosto e texturas

Ainda me entorpecem

Enquanto velo a porta

Que ela pareceu deixar aberta…


 

AUTOR SIDNEI CAPELLA


Sidnei Capella, natural e residente em São Caetano do Sul — São Paulo, Graduado em Administração. Escrevendo e publicando poesias e contos nos cadernos semanais da Editora Valleti Books. Participou da II copa de poesias da revista Cronópolis, em janeiro de 2022. Escreve textos poéticos, contos e mensagens, grande parte dos seus textos são publicados na página do Instagram que administra. Utiliza a frase criada por ele: “Inspiração me leva a escrever sobre tudo, a inspiração vem de Deus, escrevo para o meu próximo, de modo a despertar sentimentos e mexer com suas emoções.”

 

VOZ DA POESIA


Bom dia, para quem é de bom dia.

Boa noite, para quem é de boa noite.

Cheguei para alegrar o seu dia.

Sou eu a poesia.


Não tem hora, não tem lugar.

Tenho estrofe, viro canção.

Sou dramática, eu sou lírica.

Sou eu a poesia.


O meu sangue é o azul da caneta.

Eu ganho vida quando declamada.

Ver a linda plateia, minha alegria.

Sou eu a poesia.


Corro o mundo, recebo aplausos.

Faço chorar e também sorrir.

Mexer na emoção em tua vida.

Sou eu a poesia.

Para os pensadores e escritores:

Assino a baixo eu a poesia.

Com amor e fazendo festa.

Agradeço a todos os poetas.


 

AUTORA REGINA PRADO

IG: @regina.prado_escritora


Natural de Jundiaí, interior de São Paulo, onde vive até hoje. Despertou o interesse pela escrita desde muito cedo, porém, somente a partir de 1981, quando cursando Secretariado e participando do grupo de teatro TER (Teatro Estudantil Rosa) despertou interesse em escrever de forma mais estruturada, onde muitos dos sentimentos se transformaram em poesias. Atualmente iniciou a escrita de um novo projeto que será lançado em 2022. Mais do que nunca, a sua intenção é tocar fundo os sentimentos dos leitores, causando emoção em cada palavra.

 

UMA CERTA POESIA


Quando as luzes da ribalta

Se apagam em estilo

Um sentir desnecessário

Num cenário equivocado

Transmuta sentimento genuíno.

Pertenço ou não ao mundo?

Este que reflete tão líquida sensação

De pertencimento algaz

E que num instante tão fugaz

Se desmancha tal ondas do mar...

Onde o meu lugar se instala

Se a cada suspiro arrebatador

Ainda teima em acreditar

No amor como bálsamo pueril

Não como algoz destruidor?


 

36 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Kommentarer


bottom of page