top of page

BECO DOS POETAS Nº 27 — 25/08/2022



Atingimos a marca de 50 Podcasts e o Beco dos Poetas foi o felizardo! Parabéns aos poetas que puderam participar desse dia tão importante para a Valleti Books. Saibam que não é fácil manter o nosso podcast no ar e sem a colaboração de vocês seria IMPOSSÍVEL! Que tal ajudar-nos a divulgar essa notícia?


Luiz Primati

 

AUTORA FRANCIELLEN WEYDMAN


Franciellen Weydman, poetisa, desenhista, 19 anos, maranhense da cidade de Timon, Escreve desde os 15 anos, ama ler e escrever poemas. A paixão por escrever, surgiu quando fez seu primeiro Haicai, o tempo passou e hoje se tornou uma poetisa, sempre em evolução.

 

A DESTRUIÇÃO EM MEU PEITO


Em mais uma noite fria e gelada

Me pego pensando em você

Agora estou entrando em melancolia

Por não saber como te esquecer


O que mais dói é a saudade que bate em meu peito

Meu coração apela por esquecimento do teu amor


Pesando bem nem sei se você me amou

A incerteza e o silêncio

Me causam um devaneio de dor e sofrimento


Quando te avistei pela primeira vez

Pensei que dessa vez iria dar certo

Uma pena ter dado bem errado

E no final só sobrou meu peito com um buraco


 

AUTORA LUCÉLIA SANTOS


Lucélia Santos, natural de Itabuna-Bahia, com residência em Brumado-Bahia. Escritora, poetisa, cronista, contista, antologista, escreve desde os 13 anos. É membro acadêmico correspondente da Academia Internacional de Literatura Brasileira, AIBL. "FOCUS BRASIL". Sempre buscou na escrita um jeito de expor seus pensamentos e sentimentos e mergulhar em sonhos e emoções, o romantismo toma conta das linhas dos seus cadernos. No colégio, sempre se destacou em literatura e redação. No intervalo das aulas, se a quisessem encontrar, teriam que ir até à biblioteca. Publica seus escritos no site Recanto das Letras, como Lucélia Love, e no Instagram como @poetisafalandodeamor, é colaboradora do blog da @ValletiBooks e tem trabalhos publicados em diversas coletâneas poéticas. E agora é autora do livro "O Amor vai te abraçar"
 

COISAS DA VIDA, COISAS DO AMOR


No passear dos meus olhos

Entre as estrelas no céu

Senti-te fortemente

Respirar e me olhar

Delicadamente


Me tocaste

Com suave maciez

Me dando um beijo feroz

Como se fosse a primeira vez

Que ouvia a minha voz


Coisas da vida

De quem sabe o destino

Ou queira você que não

O mundo é um menino

Basta olhar a imensidão


São coisas do amor

Mãos tão perfeitas

Lábios que sempre quis

Me diz que aceita

Ser comigo feliz.


 

AUTOR PAULO DE BRITO


Paulo de Brito, gaúcho de Caxias do Sul, se define como um leitor assíduo. Escritor e poeta,

participou de algumas antologias. Tem a paixão pela escrita a anos. Sempre teve o sonho de ser escritor. Nas horas vagas escrevia textos sobre a sua experiência de vida e acontecimentos do dia a dia. Com o tempo, a paixão foi só aumentando por esse mundo da escrita. Hoje, dedica-se ao sonho de tornar-se um profissional.

 

NOITES...


Essa noite foi tão longa, dolorosa cheia de talvez, e se…


Minha mente não parava um segundo, meus olhos arregalados, olhavam para o nada daquela escuridão, e em meio à tanto silêncio, minha mente fez questão de fazer dele o mais barulhento.


Há, esses pensamentos incessantes…


Ontem eu olhei para lua e desejei que você também estivesse ali para me iluminar. As lágrimas pareciam não ter fim e essa noite foi a mais longa.


Mais uma noite com arrependimentos, com vontade de abrir o peito para ver se toda angústia iria embora. Mais uma noite com erros gritando no meu interior.


É, e lá se vai mais uma noite.


Escuto cair lá fora, uma chuva calma sob meu telhado, mas aqui dentro, todas as noites são tempestades devastadoras.


Nestas noites mais escuras e sombrias, o teu sorriso era a minha luz no final do túnel… era…


 

AUTORA REGINA PRADO


Natural de Jundiaí, interior de São Paulo, onde vive até hoje. Despertou o interesse pela escrita desde muito cedo, porém, somente a partir de 1981, quando cursando Secretariado e participando do grupo de teatro TER (Teatro Estudantil Rosa) despertou interesse em escrever de forma mais estruturada, onde muitos dos sentimentos se transformaram em poesias. Atualmente iniciou a escrita de um novo projeto que será lançado em 2022. Mais do que nunca, a sua intenção é tocar fundo os sentimentos dos leitores, causando emoção em cada palavra.

 

RIBALTA


Luz, câmera, ação!

Eis como a vida te solicita

Mas mesmo na ribalta

Nem sempre as luzes brilham.

Música, alegria, porém, lágrimas

Muitas vezes de saudades

Do que um dia foi importante

Vezes muitas por não ser perseverante.

Porém, o show deve continuar

E o coração suporta vezes mais

Emoções, baques, o que for!

A ribalta da vida tem seu esplendor!


 

AUTORA MIGUELA RABELO


Miguela Rabelo escritora de crônicas, contos e poemas, com seu primeiro livro solo de poemas: "Estações". Também é mãe atípica e professora da Educação Especial no município de Uberlândia-mg.
 

PALAVRAS


Viajam

Ao vento,

Tecendo momentos

Permeados

De sentimentos

Que ecoam

Na memória,

Palpitando

Na alma...


Palavras

Às vezes

São somente

Palavras...

Mas sempre

Estão

Impregnadas

De desejos...


Entretanto,

Quando as palavras

Não dão conta

Da imensidão

Que pulsa

No coração...


O silêncio

Se faz presente

Como um pranto

Silenciosamente

Ausente,

Repleto de suspiros

Perenes

Que acalentam

A alma

Imersa

E dispersa

Em si mesma.


 

AUTOR SIDNEI CAPELLA


Sidnei Capella, natural e residente em São Caetano do Sul — São Paulo, Graduado em Administração. Escrevendo e publicando poesias e contos nos cadernos semanais da Editora Valleti Books. Participou da II copa de poesias da revista Cronópolis, em janeiro de 2022. Escreve textos poéticos, contos e mensagens, grande parte dos seus textos são publicados na página do Instagram que administra. Utiliza a frase criada por ele: “Inspiração me leva a escrever sobre tudo, a inspiração vem de Deus, escrevo para o meu próximo, de modo a despertar sentimentos e mexer com suas emoções.”

 

BOM AMIGO


Amigo fraterno

Amigo singelo

De peito aberto

De sorriso sincero


Amigo verdadeiro

Amigo de luz

Amigo presente em

dia cinza e azul.


Amigo do dia

Amigo da noite

Um ombro amigo

Sempre comigo


Amigo é Anjo

O meu anjo amigo

Com olhar caridoso

Amigo bondoso


Amigo de luta

Amigo de jornada

Na mesma estrada

De longas caminhadas


Amigo protetor

Que oferece a mão

Segura bem forte

E levanta do chão


Amigo gentil

De palavras acolhedoras

Amigo do peito

Merece o meu respeito


Amigo parceiro

De vitórias e derrotas

Guardo no coração

Amigo, irmão.


 

AUTORA WANDA ROP


Wanda Rop, paulista, residente em Porto Velho-RO, antologista, poetisa, escritora, Formação Curso Superior de Filosofia, graduanda do último semestre do Curso Superior História, Pós-Graduada em Estudos Linguísticos e Literários, Docência Do Ensino Sup/Neuropsicologia; Gestão Escolar e MBA Executivo em Negócios Imobiliários e Turismo. Acadêmica da A.I.S.L.A, A.L.S.P.A, FEBACLA, AILB, AIML e Membra Fundadora da ABHL, Autora do Livro “Paixões e Poemas de uma mulher intensa” e “TEMPO DE AMAR”.
 

ABISMO DA ILUSÃO


Doce sorriso de leveza angelical

Ar de miragem entre o sonho e o real

Flutuar sobre torres douradas e místicas

Cabelos esvoaçantes ao toque da brisa


Olhar enigmático, profundo e distante

Mulher intensa de gestos deslumbrantes

Devaneio da mais bela Deusa caída

Surpreendente sentimento que dominou minha vida


Audaciosos querubins, secretamente, a espreitam

Percebem os loucos desejos em seu peito

Intensa súplica por amor, porém inócua

No açoite de aflição, sentimento não recíproco se mostra


Abismo de ilusão em que estou imerso

A paixão por uma mulher misteriosa é sofrimento eterno

Ardem-me os pés, combalidos, como em quente asfalto

Solitude tão vil, amarga e desprovida de respaldo


Espelhando minha melancolia perante o sol

Buscando a felicidade como a luz de um farol

Entristecidas pálpebras refletem a ausência de carinho

Na incessante busca da rara rosa-vermelha sem espinho


 

27 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commenti


bottom of page