top of page

BECO DOS POETAS Nº 20 — 16/06/2022

Poderosos poetas e poetisas, palavras que marcam, que emocionam, que não se calam... e fazem-nos sorrir!

Leia, Reflita, Comente!


Luiz Primati





O APRENDIZ DA VIDA


por Alessandra Valle


Vícios que se identificam

E com esforço minimizam.


Virtudes que se despertam

E com esforço se mantêm.


Alegria que se destaca

E com esforço não se perde.


Senso de dever que se fortalece

E com esforço dele não se afasta.


Fé que se alimenta no raciocínio

E com esforço abandona o fanatismo.


Vontade de abraçar o mundo

Mas com esforço procura fazer o que está ao seu alcance.


Às vezes, se arrisca e se atira a novos empreendimentos

E com trabalho faz dar tudo certo.


Não há perfeição no aprendiz da vida.

Há esforço e muito trabalho.




AMOR DO SERTÃO


por Wanda Rop


De onde vem o meu amor?

O meu amor vem do sertão

Ele tem a pele queimada

E muita ternura no coração


Suas mãos são grossas e gentis

Em seus olhos, vejo a força de um guerreiro

Sedução é a simplicidade em seu sorriso

Homem belo e forte por inteiro


É luz para todos que o cercam

Sua voz, seu sotaque especial

Amor forte e destemido

Como ele não há igual


Não existe seca em nossos caminhos

Só afeto e muito amor

Sertanejo, só quero te amar

Vem sentir o meu calor!




FIOS POÉTICOS


por Stella Gaspar


Fios tecidos por dois corpos

Com sensações plenamente interligadas

Fantásticas, como uma obra de arte.

Uma composição de belezas

Como as gotas de orvalhos

Apreciadas pela felicidade

Do céu que em poesias, nos abraça.


Fios poéticos com aromas agradáveis

Um cheiro de jasmim

Combinando com a mulher

Que desejo ser sempre para ti

Entrelaçada em paixões

Com alma de narciso dourado.


Você me mantêm adrenalizada

Nos brilhos de teus fios poéticos

Quero enroscar-me apaixonadamente

Nas sutilezas de nossas conversas maravilhosas

Quando encantados, servimos um para o outro.

A nossa sobremesa favorita.


Fios poéticos nos nossos abraços

Sentindo os olhos de nossos corações

Desejosos e auto poéticos

Com a força vital dos fios entrelaçados

Ao amor vigoroso e sonhador.




DOIS É MONOSSÍLABO


por Marcelo Girard


O que transborda

É o início de outra coisa,

Não o excesso.

Como uma corda que meço,

Os dois lados são o começo,

Unidos são avesso.

E isso que me invade,

E ninguém explica,

É a metade que vai

Do inteiro que fica.




LEMBRANÇAS


por Paulo de Brito


Deitado com as pernas cruzadas num quarto escuro;

Um cigarro, um copo de whisky.

Tocando ao fundo aquela música, ou melhor, a nossa música.


Lembro quando eu encontrava nos teus olhos o  rumo que eu havia perdido na vida.

Agora, onde eles estão?


Minha mente vaga pelos becos sombrios das lembranças, tentando superar o  medo do escuro,

Foi aqui que você me deixou, quando virou as costas e disse que o nosso para sempre nunca existiu.


Esse beco sem saída e escuro, só se ilumina com a luz deste cigarro.


Caminho, por um instante olho para trás, uma sensação estranha,

Estou sendo observado?


Noto que não há ninguém ali, abro um sorriso, pois é, estou ficando paranóico.

Volto a realidade. Mais um gole, uma tragada...

A fumaça subindo parecendo mais uma neblina densa que atrapalha a minha visão.


Sinto arrepios pelo corpo.


Uma chuva fina começa a cair lá fora.

Suas gotas batem fortemente na janela de madeira velha e suja.

Um vento ensurdecedor parece querer entrar pelas frestas desgastadas pelo tempo.


Puxo a gola do meu casaco

Para me proteger, pois, o quarto esfria.


O cigarro se apaga e rola pelo chão.

Uma sensação de tontura me desnorteia.

Escorrego pela parede

Envolvo os meus braços aos joelhos

E choro copiosamente...




SORRIA


por Sidnei Capella


Como a bela flor no jardim

É o sorriso para encantar

Exala um perfume de jasmim

Um largo sorriso alavancar.


Aquela pessoa que recebe

Alegra e capta boa energia

Todos com alegria o percebe

Traz paz e o ambiente contagia.


Compartilhe toda felicidade

Queira bem o seu nobre irmão

Sorria com amor no coração.


Joga fora toda a maldade

Abrace forte o seu semelhante

Com um sorriso no semblante.




CUANDO LA MUERTE NOS VISITA


por Breidy Lara Abreu


Cuando la muerte nos visita

nos deja un enorme vacío

la alegría de vivir nos quita

por el ser que hemos perdido.


La muerte, literalmente nos extirpa

de la vida todo el sentido

porque deliberadamente derriba

al más imponente castillo.


Le borra de un manotazo, la risa

al payaso más sonreído

es un nubarrón, que el Sol eclipsa

volviendo los días, tristes y fríos.


La muerte, nos mira desde la esquina

diciendo: después hablaré contigo!

y nos espantamos, al pensar que esa cita

ocurrirá, sin ser advertidos.


Creemos que la muerte es exclusiva

del particular, del desconocido

olvidamos que el reloj camina

y la vida se nos va en cada giro.


La muerte a ninguno le avisa

que su tiempo se le ha vencido

le llega en forma intempestiva

al cuerdo, al loco, al pobre y al rico.


Muchos, chistean y la ridiculizan

y en velorios bien amanecidos

hasta una parranda improvisan

para despedir al fallecido.


Cuando la infausta muerte nos visita

no hay ningún remedio conocido

ni alivia penas alguno, que inhiba

el gran dolor que sentimos.


Cuando la muerte nos visita

las lágrimas forman un río

de pena y amargura infinita

que nos lleva por senderos desconocidos.


La muerte ya viene incluida

en el contrato, el dia en que nacimos

una ineludible y cruel franquicia

un invisible cordón, al espíritu ceñido.


La muerte es la compañera de vida

que siempre ha estado conmigo

por eso no me inquieta su visita

y por lo vivido, soy agradecido.


Cuando la muerte me haga la visita

la recibiré como a un amigo

le obsequiaré una rosa marchita

y emprenderé con ella el camino.




RELÍQUIA


por Miguela Rabelo


O preço que nos dão

Está longe de ser o que

De fato valemos.

 

As pessoas apontam os dedos

Sem saberem a estrada

Pela qual passamos

E a quais tempestades

Sobrevivemos.

 

Nosso valor está tatuado

Nas feridas que lambemos

Ao longo da vida

E das cicatrizes que habitam nosso corpo

Ou que permeiam nossa alma

Presente em nossos pesadelos.

 

Esse valor está nas lágrimas

Que desaguaram

Seja debaixo do sol ou do chuveiro,

Mas também estão presentes

Nas lágrimas ácidas amordaçadas

Que silenciamos..

 

Nosso valor está, sobretudo,

Nas desconstruções que fizemos

De tudo que outrora parecia real,

Mas que agora não faz

Mais nenhum sentido.




INCONDICIONAL EU!


por Regina Prado


Que vive cada momento

Como se fosse o último,

E num segundo se torna eterno...

Chama que arde em meus poros

Sede de viver cada instante intensamente!

Solto meu coração,

Respiro o nascer do Sol incandescente!

Doce, meiga, porém forte Amazonas,

A driblar as inconsequentes nuances

Que a Vida distraída vem e apresenta!

Aquieto-me, porém, no remanso,

De um Luar espelhando num Lago!

Refletindo meu ardor, minha tez

Num interminável renascer!




ORAÇÃO A JOANA OU TEM JUÍZO JOANA


por Júlio César Barbosa


A vida é breve, a vida é louca, mas tem juízo, Joana.

Teus olhos brilham e teu sorriso entontece, mas tem juízo, Joana.

Tua boca grita os poemas e teus ouvidos nem os quer escutar, mas tens juízo, Joana.

Logo tu tão pura e tão louca a despertar desejos, mas tem juízo, Joana

Teus súditos te reverenciam e amam, mas tem juízo, Joana.

Lisboa te louva, o Brasil te clama, mas, por Deus, tem juízo, Joana...

Não escute os poetas ou escute, mas tem juízo, Joana

E se escutares cantores melodiosos que enganam, tem juízo, Joana

Ou percas, e jogue na cara do mundo que és o mais  perigoso dos venenos, a mais completa tentação, a ninfa diabólica, mas nunca, nunca te percas de ti.


E joana, com seu olhar calmo de tempestade e maresia responde:

"Já me perdi muitas vezes de mim, mas o meu juízo me encontrou!"




CELEBRANDO O AMOR


por Simone Gonçalves


Nesta noite

eu celebro meu amor por você

e sei que é natural

tudo fluíra suavemente

deixaremos tudo para trás

quando nosso amor acontecer...


nesta noite

eu celebro meu amor por você

e desejo que seja tua vontade também

nossas almas se elevarão

num céu de diamantes

quando eu fizer amor com você


nesta noite

eu celebro meu amor por você

um sol na madrugada virá

com seus raios à iluminar

nosso ato

não haverá distância entre nós

porque tudo que mais desejo

é tocar você...nesta noite só nossa


nesta noite

eu celebro meu amor por você

tudo vai se renovar

o mundo será outro

e nós descobriremos

que de uma bela amizade

podemos nos tornar amantes

no momento em que

nosso amor acontecer




INVISÍVEL LAÇO


por Lucélia Santos IG: @poetisafalandodeamor


Amor intenso enlouquecido

Como um vulcão que borbulha lascivo

Te olhar, o meu sangue esquenta

A minha mente insana atormenta


Não anseio esse livramento

Pois, quero-te a todo momento

A ti, entreguei minha castidade

Por amor, minha liberdade


Sufoca-me com teus beijos

Embebeda-me com eles por inteiro

Quero ouvir nossas canções

Que descontrolam nossos corações


Amor puro sem limites

E há quem não acredite

Sem ti me desmancho e desfaço

Ei de prender-te em invisível laço.




COMPLACENTE AMOR


por José Juca


Estabelece-se tempo corrente…

Sempre entre canções, nada entorpecidas…

De um passado a passos futuros…

De norte a sul em rota indolor…

É noite de luar!

É céu estelar!

Coração a pulsar em calmaria!

Em tom grave, análoga, perene…

Sob brisa acariciando pensamentos…

Mente que flui… Emana… Eclode…

Acorda a essência do instante recluso…

E antirruído orienta emoção ardente…

Ante horizonte intrépido, fogo a resfriar…

Tempo egresso a acomodar dor

Na aurora que deseja dia…

A fluir melodia vívida…

Canção ao corpo que valsa…

Desliza, flutua, e marca tons…

Sobre tons, em tela a aquarela…

Dia após dia em sintonia fina,

A sempre recordar a mente…

Complacente com amor.




NOSSOS COLUNISTAS


Da esquerda para a direita: Sidnei Capella, Paulo de Brito e Stella Gaspar. Depois José Juca, Júlio Barbosa e Regina Prado. Depois Alessandra Valle, Marcelo Girard e Breidy Lara Abreu. Depois Lucélia Santos, Wanda Rop e Miguela Rabelo. Por último Simone Gonçalves.

92 visualizações3 comentários

Posts recentes

Ver tudo

3 Comments


O Beco dos Poetas é um verdadeiro encontro de corações que transmitem toda a essência do amor em poesia para os leitores...orgulho de fazer parte desse lindo trabalho 🌹❤

Like

sidneicapella
sidneicapella
Jun 16, 2022

Parabéns poetas e poetisas!


Like

Stella Gaspar
Stella Gaspar
Jun 16, 2022

Com tanta ternura em suas palavras poetas e poetisas, o dia realmente fica mais lindo! 😍

Like
bottom of page